A última fase do plano de desconfinamento entra em vigor no sábado, dia 1 de maio. Saiba o que muda.

Terminou há pouco o Conselho de Ministros e António Costa revelou que a última fase do plano de desconfinamento entra em vigor já no próximo sábado, dia 1 de maio. O plano inicial apontava esta fase para dia 3 de maio tendo o Primeiro-Ministro explicado que não se trata de uma “antecipação em dois dias” mas sim de uma questão de timing, visto que o Estado de Emergência termina às 23h59 do dia 30 de abril e “o novo regime tem de entrar” logo de seguida, às 00h00 de dia 1 de maio.

O Estado de Emergência vai dar lugar ao Estado de Calamidade e, a partir de sábado:

  • Restaurantes, cafés, pastelarias e similares poderão estar abertos até às 22h30 todos os dias da semana;
  • Casamentos e batizados com 50% de lotação;
  • Espetáculos culturais até às 22h30;
  • Abertura das fronteiras terrestres;
  • Lojas e centros comerciais abertos até às 21h à semana e 19h no fim-de-semana;

António Costa disse ainda que a avaliação passará de quinzenal para semanal “porque estamos num quadro onde, não havendo Estado de Emergência, há menos medidas restritivas”. O PM explica que é preciso agir de forma mais rápida para evitar subida de casos.

As medidas de desconfinamento avançam em 270 concelhos dos 278 concelhos do continente mas Miranda do Douro, Paredes e Valongo ficam na terceira fase.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.