Silva Tiago comentou o novo modelo eleitoral para eleger os presidentes das Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR).

Mais de 10 mil autarcas foram na terça-feira chamados a eleger, pela primeira vez, através de colégios eleitorais regionais, os cinco presidentes das CCDR, que eram até agora nomeados pelo Governo.

Apesar de ser formalmente uma eleição, os candidatos resultaram maioritariamente de um acordo entre o Governo e o líder da oposição, Rui Rio, e o sistema não é consensual, tendo havido vários apelos ao boicote por parte de autarcas e partidos. Recorde-se que, no passado dia 9 de outubro, Rui Moreira, presidente da Câmara do Porto, apelou a que os autarcas que não participem na eleição do presidente da CCDR-Norte denunciando que o ato eleitoral é “uma farsa”.

Ainda assim, e apesar da discórdia, a eleição aconteceu e ditou que António Cunha fosse eleito como presidente da CCDR-Norte.

Em declarações ao Porto Canal, António da Silva Tiago, Presidente da Câmara Municipal da Maia, explicou que este “não é o melhor modelo, mas é o modelo possível”. O autarca garantiu que, “se todos nós formos responsáveis, escolhendo pessoas competentes, para dirigir as comissões de coordenação, daqui a alguns anos podemos fazer uma avaliação”.

Sobre António Cunha

António Cunha foi reitor da Universidade do Minho.

De acordo com os dados divulgados esta quarta-feira pela Direção-Geral das Autarquias Locais (DGAL), dos 4091 eleitores inscritos, votaram 3304 autarcas, tendo-se registado 759 votos brancos, 148 nulos e 2397 votos a favor. 

As cassestes estão em alta! Fábrica maiata regista recorde de vendas

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.