O Apps for Good é uma competição onde os jovens são desafiados a criar uma aplicação focada na resolução de problemas sociais.

A 5ª edição do Apps for Good foi recebida na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, e juntou 22 equipas de alunos de diferentes escolas, entre os 10 e os 18 anos, para o desenvolvimento de aplicações que sirvam propósitos sociais.

Nonna Vespa

Na categoria de Ensino Básico, a Escola Levante da Maia acabou mesmo por arrecadar o primeiro lugar com a app Must Be Green – uma aplicação que auxilia na busca de empresas especializadas em limpeza de terrenos. Também o terceiro lugar do pódio foi ocupado por uma equipa desta mesma escola maiata com a app Only Heal – uma plataforma digital que quer facilitar a ligação entre utentes e farmacêuticos. O segundo lugar ficou para o Agrupamento de Escolas de Saboia com a Rescue Pets, uma aplicação para ajudar em situações de abandono de animais.

No pódio da categoria de Ensino Secundário, os vencedores, do Instituto dos Pupilos do Exército, pensaram uma aplicação que tem como objetivo ajudar pessoas daltónicas a distinguir as cores e a facilitar as tarefas do quotidiano – a aplicação assume pelo nome de Color You. Quanto ao segundo lugar, saíram premiados os alunos do Agrupamento de Escolas de Padrão da Légua com a app Coursly. Uma aplicação que tem como objetivo ajudar alunos de secundário na decisão do seu percurso académico. Em terceiro lugar ficou a Polumap – uma app que mostra os locais com poluição aos utilizadores. Um projeto de alunos da Escola Secundária Serafim Leite.

“Todas as aplicações criadas nesta competição pretendem impactar a sociedade para melhor e permitir que os jovens se sintam capazes de mudar o mundo”, sublinhou João Baracho, diretor executivo do CDI Portugal (Centre of Digital Inclusion), num comunicado de imprensa, depois de mais um ano em que o projeto, nascido em Londres, foi representado em Portugal.

A primeira edição do Apps for Good em Portugal conteceu em Janeiro de 2015.

 

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.