Notícias Maia

Este sábado choveu tanto na Maia como num mês normal

Facebook / Diogo Rodrigues
Partilhas

Os registos do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) mostram que neste sábado, 19 de outubro, o volume de precipitação foi equivalente à média histórica registada para a totalidade do mês de outubro.

127,9 milímetros de precipitação. Este foi o valor registado na estação meteorológica de Pedras Rubras para o acumulado das 24 horas deste sábado. Foi mais do dobro do registado no Porto (60,3 mm na estação de Massarelos) e ficou bastante próximo do registo médio da Maia para o acumulado do mês de outubro, que é de 139 mm.

O grosso da precipitação concentrou-se essencialmente no período entre as 9.00h e as 14.00h, tendo causado cancelamento de voos no aeroporto Francisco Sá Carneiro, paragem do Metro na linha do Aeroporto, aluimentos de terras em vários locais, inundações e corte de estradas.

Segundo declarações ao Jornal de Notícias do especialista em recursos hídricos Rui Cortes, o Porto assistiu “a uma precipitação máxima que ocorre uma vez em dez anos”, tendo chovido “numa hora metade do que chove no mês de outubro (valores médios)”. Uma precipitação “muito elevada”, mas abaixo da situação máxima de 120 mm/hora para o Porto, que só acontece uma vez em cem anos, explicou o docente da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

No centro comercial Maia Jardim, que está implantado junto a uma linha de água, ficaram retidas mais de 200 pessoas devido à subida do nível das águas. Os clientes terão sido avisados do perigo através do aviso sonoro do centro comercial. Vários carros estacionados no parque estavam a ficar submersos pela água mas muitos já não conseguiram sair a tempo, tendo sido retidos pelas consequências da intempérie.

Ainda na Maia, na A41, morreram duas pessoas num acidente de viação, na zona de Nogueira, devido a um despiste seguido de colisão com um reboque. A três quilómetros de distância deste acidente, a via teve de ser cortada nos dois sentidos, devido à queda de uma infraestrutura.

 

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.

Publicidade

Publicidade

media & meios

Newsletter

Top