Estudo da Universidade de Aveiro afirma que queimadas ao ar livre provenientes dos restos das podas de árvores são prejudiciais à saúde e ao ambiente.

Uma investigação realizada pela Universidade de Aveiro concluiu que as queimadas de resíduos agrícolas prejudicam a qualidade do ar contribuindo para o aquecimento global e, consequentemente, tendo implicações na saúde.

Cozinca

A experiência foi feita no âmbito do primeiro estudo realizado em Portugal às consequências para o ambiente e para a saúde do fumo das queimadas ao ar livre, provenientes dos restos das podas de árvores. A condução do estudo foi feita por Célia Alves, investigadora do Centro de Estudos do Ambiente e do Mar, uma das unidades de investigação da Universidade de Aveiro.

A exposição, em laboratório, realizada pela UA, de células do pulmão humano a compostos químicos do fumo das queimadas agrícolas comprovou que a sua inalação constitui um perigo, pode ler-se em comunicado enviado à imprensa. O estudo refere ainda que “a influência no clima representa também um dos impactos das queimas de resíduos agrícolas, devido à emissão de gases com efeito de estufa e a sua consequente contribuição para o aquecimento global”.

Nas conclusões do estudo, Célia Alves aponta ainda que “as queimas possuem um efeito significativo na qualidade do ar a nível local e regional” e que estas contribuem para a “excedência aos valores limites impostos na legislação”.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.