Ser efémero, derrotado pela ternura
Que arde em bravura
E se esfuma em brandura.

DS Crédito

Tal ferida é a formosura,
De um sorriso no olhar,
Que brota das profundezas,
Do seu tempestivo mar.

É nesse Oceano,
De quem se faz humano,
Que habita a plenitude,
Para quem vive a curiosidade
Como sua primordial atitude.

Que seja pátria em Serendep,
Nesse fluxo enovelado
De nómada eterno.
Que nunca veja algo predestinado,
Nada mais do que um natural Inverno,
Em Serendep.

João V. Vilas Boas

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.