Notícias Maia

Futuro da educação em destaque no Conselho Municipal da Educação

Partilhas
Foto: Tania Ramos

O primeiro Conselho Municipal de Educação da Maia deste mandato, ocorrerá a 19 de fevereiro e será presidido por António Silva Tiago e terá entre outros pontos em análise, um balanço do corrente ano letivo e a preparação do próximo, assim como a apresentação de um novo programa contra o insucesso escolar.

Emília Santos, vereadora da Educação, salientou que este “é o nosso primeiro CME e teremos a oportunidade de fazer um balanço não só ao início deste ano letivo mas também aos primeiros 100 dias de trabalho do pelouro da Educação, um dos mais importantes para um município”. A propósito da convocação e composição do CME, a também deputada na Assembleia da Republica lembrou um provérbio, que diz “é preciso uma aldeia inteira para educar uma criança”.

A ordem de trabalhos será a seguinte:

  • Balanço do início do ano letivo 2017/2018
  • Escola a tempo inteiro: Preparação do ano letivo 2018/2019
  • Apresentação da candidatura Inedit.Maia – Inclusão pela Educação – Investimos em Ti, no âmbito dos Planos Integrados e Inovadores de Combate ao Insucesso Escolar
  • Criação de um grupo de trabalho para revisão do Normativo Interno para atribuição de prémios de mérito e excelência escolar
  • Análise da rede escolar

O Presidente da Câmara, António Silva Tiago, explicou anteriormente em nota enviada à imprensa que o Município pretende que este programa, INEDIT.MAIA, (1 milhão de euros) se torne “na grande bandeira para este mandato autárquico” e destaca como grandes objetivos macro, a “redução da taxa de alunos com níveis negativos (em 10%) e na redução (em 25%) da taxa de retenção e desistência dos alunos abrangidos”. O edil acrescentou ainda que “uma boa parte da exclusão começa na escola, devido a dificuldades de aprendizagem, falta de integração e desinteresse. Vamos aplicar metodologias inovadoras para promover a integração”.

O Conselho Municipal de Educação é um órgão que visa promover, a nível municipal, a coordenação da política educativa, juntando os agentes educativos e parceiros sociais. É liderado pelo presidente da Câmara, António Silva Tiago, e composto ainda por:

  • Emília de Fátima Moreira dos Santos – Vereadora da Educação e Ciência
  • Carlos Joaquim Ascensão Vieira – representante da Assembleia Municipal
  • José Octávio Mesquita – representante da DGEstE
  • Fernando Hernâni Bento – representante das Instituições de Ensino Superior Privado
  • José Nuno Torres Magalhães Vieira de Araújo – representante do pessoal docente do Ensino Secundário Público
  • José Paulo Esteves da Cunha – representante do pessoal docente do Ensino Básico Público
  • Benjamim Moreira de Sousa – Diretor de Agrupamento
  • Luís Miguel Madureira Baptista Ferreira – Diretor de Agrupamento
  • Manuel Carneiro Ferreira – Diretor de Agrupamento
  • Marco António Esteves Marques – Diretor de Agrupamento
  • Maria da Conceição Costa Carneiro – Diretorade Agrupamento
  • Rui Manuel Oliveira Duarte – Diretor de Agrupamento
  • Sérgio Manuel Moreira Almeida – Diretor de Agrupamento
  • António Lopes Marinho – representante das Associações de Pais e Encarregados de Educação
  • Alberto Carlos Santos – representante das Associações de Pais e Encarregados de Educação
  • Luís Filipe Barros – representante das Associações de Estudantes
  • Maria Fernanda Drumond – representante das Instituições Particulares de Solidariedade Social
  • Filipa José de Sousa Costa – representante dos Serviços Públicos de Saúde
  • Ana Gonçalves – representante dos Serviços de Segurança Social
  • Avelino Leite – representante dos Serviços de Emprego e Formação Profissional
  • Eurico Araújo – representante dos Serviços Públicos da área da Juventude
  • José Luís Pereira Cerqueira – representante das Forças de Segurança
  • Luís Manuel Teixeira Barros – representante das Forças de Segurança
COMENTE

Partilhas

Newsletter

E-mail
Top