fbpx

Notícias Maia

Ginástica: Está aí a 2ª edição do Acro Champions League

© DR
Partilhas

A segunda edição do Acro Champions League está de volta ao Complexo Municipal de Ginástica da Maia de 15 a 17 de novembro. O evento, que premeia monetariamente os clubes vencedores, vai juntar cerca de 50 atletas de vários países na modalidade de ginástica acrobática.

O Acro Champions League (ACL) é uma competição internacional por equipas, a convite, destinada a “Juniores” e “Seniores” da modalidade de ginástica acrobática. Além da ACL vai realizar-se ainda a Youth Acro Champions League, uma prova para a categoria de ginastas “Juvenis”. São apenas aceites 4 clubes por país.

A primeira edição aconteceu em 2018 e, para Lourenço França, diretor técnico do Acro Clube da Maia e do ACL, este é um evento que pretende “trazer à Maia os melhores ginastas do mundo”. “Aumentar a notoriedade dos clubes” e “competir pelo que poderá ser o maior prize money da história da modalidade” são também dois objetivos da organização.

O percurso do Acro Clube da Maia

Fundado em 2004, o clube Acro Clube da Maia tem registado uma grande evolução. Para o seu diretor, estes 14 anos de história já apresentam resultados que fazem com que o clube se vá tornando “uma referência mundial”.

Para registar, só em 2019, foi apurada a “primeira ginasta de um clube maiato” para os Jogos Olímpicos em Tóquio. Trata-se de Filipa Martins, a atleta portuguesa de ginástica artística mais medalhada de sempre. Também Beatriz Cardoso está apurada como reserva para os jogos olímpicos do próximo ano. Lourenço confessa que levar atletas maiatas aos jogos olímpicos era “um sonho perseguido desde o tempo do Professor Vieira de Carvalho”.

Também este ano foram arrecadadas, para Portugal, 3 medalhas nos Jogos Europeus. Atualmente o Acro Clube da Maia tem mais de 300 ginasta em prática constante. “A ginástica está bem e recomenda-se no Acro Clube da Maia”, afirma.

Objetivos para o futuro

Questionado pelo Notícias Maia, sobre os objetivos para o futuro do clube, afirmou que se pretende “continuar a trilhar um caminho de excelência”. “Formar os jovens através dos valores do desporto e da ginástica” e torná-los “adultos realizados pessoalmente e dentro de uma comunidade” continuam a ser dois valores fundamentais do Acro Clube da Maia.

Este ano, devido à proximidade do Campeonato da Europa, que decorre de 24 de outubro a 4 de novembro, participam apenas 50 ginastas de 4 países diferentes. Para Lourenço França, este evento é para repetir “já em 2020” e a escala de notoriedade pretendida é uma escala “mundial”. “Pretendemos que seja um marco para a modalidade (…) a elite da Ginástica Acrobática na Maia” – concluiu.

COMENTE

Publicidade

Publicidade

media & meios

Newsletter

Mais Populares

Top