Notícias Maia

Greve da função pública marcada para 31 de janeiro

©DR
Partilhas

A Federação de Sindicatos da Administração Pública (Fesap) anunciou uma greve nacional da função pública por considerar “inaceitável” aumentos salariais de 0,3%.

A Federação de Sindicatos da Administração Pública (Fesap) anunciou uma greve nacional para dia 31 de janeiro contra a proposta de Orçamento do Estado para 2020 que prevê aumentos salariais na ordem dos 0,3%. A Fesap considera esta proposta “ofensiva” e “inaceitável”.

O protesto foi anunciado pelo dirigente da Fesap, José Abraão, em conferência de imprensa, em Lisboa, e vai coincidir com as também já anunciadas manifestações nacionais da estrutura da CGTP (Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses -), da Frente Comum, e com a greve de professores convocada pela Federação Nacional dos Professores (Fenprof). Também o Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado convocou, esta quinta-feira, dia 16, uma greve nacional da função pública para o mesmo dia 31.

José Abraão afirmou que “esta vai ser uma grande greve” e que abrange “todos os trabalhadores da administração pública“.

COMENTE

Publicidade

Publicidade

media & meios

Newsletter

Top