Nestes meus cinco anos como Representante da Comissão Europeia em Portugal, tive o privilégio de ir a quase todo o país e falar com muitas pessoas diferentes. Ouvi muitas sugestões, ouvi elogios e críticas e, sem dúvida, receios e esperança. Ouvi o quanto queriam ter uma palavra a dizer na democracia, para além das eleições. E ouvi muitas vezes como deveria existir uma forma de se fazer ouvir diretamente junto dos líderes europeus, de forma simples. E agora há: a 19 de abril foi lançada a plataforma digital multilingue em futureu.europa.eu, o núcleo central da Conferência sobre o Futuro da Europa.

A Conferência sobre o Futuro da Europa faz parte do compromisso da presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, de dar mais voz aos europeus sobre a ação da UE e de reforçar a ligação entre eles e as instituições que os servem. É um exercício sem precedentes, aberto e inclusivo, de democracia deliberativa. Coloca no centro os cidadãos de todos os quadrantes e de toda a Europa. Podem participar os mais dinâmicos e apaixonados e também os mais críticos e céticos; os mais vocais e os que normalmente são mais silenciosos; os mais jovens que viverão nesse futuro e os menos jovens que têm mais memória e experiências a partilhar; refletindo a nossa diversidade e levando a Europa muito para lá das suas capitais, chegando a todos os cantos da UE. Organizações locais e movimentos de causas podem ajudar a trazer para o debate mesmo aqueles que não estejam ligados às ferramentas digitais ou se sintam mais distantes. Todos temos a oportunidade e todos temos a responsabilidade de ajudar a continuar a construir a União Europeia.

Esta é, acima de tudo, uma nova forma de pensar a nível europeu. Uma melhor forma de fazer política pública. Todos estão convidados a contribuir para moldar o seu próprio futuro, assim como o de toda a Europa. A plataforma futureu.europa.eu é um dos pilares da Conferência sobre o Futuro da Europa que inclui uma multiplicidade de eventos e será apresentada oficialmente a 9 de maio, o Dia da Europa. As contribuições na plataforma alimentarão os painéis de cidadãos europeus e sessões plenárias e serão refletidas nas conclusões previstas para a primavera de 2022 e nas futuras políticas, tornando assim a nossa democracia mais resiliente e mais reativa. Nesta plataforma interativa, cada um de nós pode participar de formas diferentes e nas 24 línguas oficiais da UE. Podemos propor e trocar ideias, organizar e acompanhar eventos, ouvir e comentar as outras ideias e interagir com pessoas de toda a Europa. A plataforma está organizada em torno de diversos temas como alterações climáticas, saúde, economia, justiça social e emprego, Estado de direito, educação, cultura ou desporto. A lista não é exaustiva e existe um tema em aberto – outras ideias – para qualquer outro que considerem importante.

Convidamos os europeus a pronunciarem-se sobre a Europa em que querem viver. Temos agora de decidir como queremos recuperar da atual crise. Como queremos construir, juntos, uma Europa mais justa, mais verde e mais digital, que responda às expectativas dos cidadãos. Como aproveitar a crise como oportunidade de fazer melhores caminhos. Como estarmos mais preparados para prevenir novas crises e termos melhores respostas, seja a nível de coordenação, de competências na saúde, soluções para os desafios sociais e económicos e como proteger melhor os nossos valores, liberdades e a nossa democracia.

Este ano celebramos trinta e cinco anos que Portugal se juntou à família europeia e 70 anos do Tratado de Paris, que instituiu a Comunidade Europeia do Carvão e do Aço em contexto de pós II Guerra Mundial, tornando-se no primeiro passo para a integração europeia. Demos já muitos outros importantes para concretizar o sonho de paz duradoura, prosperidade, um espaço de livre circulação, uma cidadania europeia com base nos valores da solidariedade, da democracia e da sustentabilidade. Damos agora outro que corresponde aos nossos tempos de uma sociedade digital, inclusiva e participativa. Convido-vos a todos a fazerem ouvir a vossa voz e acompanhar este tema com os marcadores #TheFutureIsYours e #OFuturoéTeu. O futuro está nas suas mãos, participe!

Sofia Colares Alves
Representante da Comissão Europeia em Portugal

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.