Toxicodependente tinha sido posto em liberdade após ser capturado por um crime semelhante, cometido na semana passada. Militar da GNR sofreu ferimentos quando tentou deter o ladrão. O homem, com antecedentes criminais, continua a ser procurado pelas autoridades.

De acordo com o Jornal de Notícias, um elemento do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da GNR de Matosinhos recebeu, ontem, assistência hospitalar, após de ter sido arrastado durante alguns metros por uma viatura furtada, na Maia.

Cozinca

Ao volante do carro em fuga estava um indivíduo que tinha sido perseguido e detido pela Guarda, na passada sexta-feira.

Segundo o que o JN descobriu, o caso aconteceu após um aviso para um carro furtado na Maia, sendo que as características da viatura levaram os elementos da GNR a desconfiar de que o autor do furto fosse um toxicodependente, associado com o furto de automóveis, e foram em perseguição.

Os guardas encontraram o carro furtado com o suspeito ao volante. Um dos militares avizinhou-se do automóvel e colocou a mão no puxador para abrir a porta. De imediato, o condutor arrancou a grande velocidade e arrastou, durante alguns metros, o guarda que o tentava abordar.

O elemento do NIC sofreu queimaduras e uma lesão no joelho que o forcou a ser internado no hospital, por precaução. O fugitivo continua a ser procurado pelas autoridades.

Na sexta-feira da semana passada, o suspeito tinha furtado um carro em Vila Nova de Gaia e foi abordado por militares deste destacamento, em Canelas. De igual forma, fugiu e foi seguido pelos guardas que, junto à Avenida da Boavista, na cidade do Porto, conseguiram capturá-lo.

Com antecedentes criminais por furto e conotado com o consumo de droga, o condutor foi, nessa altura, detido e levado a tribunal para primeiro interrogatório judicial. Apesar de estar em liberdade condicional, foi libertado pelo juiz.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.