A empresária anunciou à administração da Efacec que decidiu sair da empresa.

“A Engª Isabel dos Santos informou o Conselho de Administração que decidiu sair da estrutura acionista da Efacec Power Solutions, com efeitos definitivos”, revelou hoje a empresa em comunicado. Mário Leite da Silva e Jorge Brito Pereira também abandonam os cargos na administração.

DS Crédito

Recorde-se que, a 5 de fevereiro de 2018, a empresária e acionista maioritária da Efacec, esteve na Maia para a inauguração da nova unidade industrial de mobilidade elétrica da EFACEC. Essa foi a primeira vez que Isabel dos Santos surgiu publicamente em Portugal, após ter sido exonerada de funções na Sonangol pelo atual presidente de Angola, João Lourenço.

No evento estiveram presentes, além do ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, Helena Braga, investigadora da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e da Universidade de Austin (EUA), Ricardo Oliveira, fundador do World Shopper, Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto e António Silva Tiago, presidente da Câmara Municipal da Maia.

Durante a vista anunciou um aumento dos colaboradores ligados à mobilidade elétrica, de 112 para 190 em 2018, alcançando os 400 em 2025.

A filha do antigo presidente de Angola José Eduardo dos Santos detém 67,2% do capital da empresa, adquiridos aos grupos José de Mello e Têxtil Manuel Gonçalves em outubro de 2015.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.