A PSP da Maia terá já contactado clubes do concelho, informando que no próximo fim de semana não será feito o policiamento nos jogos de juvenis e iniciados, medida que abrange todas as modalidades.

O Comando Metropolitano da PSP estará a informar os clubes da A. F. Porto que a partir de março, “salvo situações excecionais”, deixará de estar presente nos jogos de risco reduzido ou normal, dos escalões seniores e juniores.

Uma porta-voz da PSP, em declarações à TSF, afirmou que “o que está aqui em causa é o cumprimento mais efetivo do que está estabelecido num decreto de lei de 2012, que regula o regime de policiamento de espetáculos desportivos, ou seja, apenas nas ligas profissionais é obrigatório o policiamento assegurado pelas forças de segurança”.

“A lei define muito bem que em determinados casos compete aos próprios promotores garantir as condições de segurança para esses jogos. Falamos de jogos distritais, jogos das camadas jovens, em que o policiamento da PSP não é obrigatório. Falamos de casos pontuais e como referi, quando não obrigatório o policiamento, a PSP vai analisar caso a caso”, acrescentou a mesma fonte.

APAF manifesta “grande preocupação” com esta medida

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol emitiu um comunicado em que revela “grande preocupação” com a decisão da Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública (PSP), tem “reduzir drasticamente o policiamento na maior parte dos jogos das competições não profissionais”.

Para a APAF “esta surpreendente notícia, em nada vai ao encontro do que temos defendido publicamente e, acreditamos que em nada irá contribuir para melhorar o atual clima que se vive no Futebol/Futsal Português, muito pelo contrário, pois semana após semana os casos de violência em recinto desportivo proliferam pelo País”.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.