A Proteção Civil de Matosinhos vai proceder à mobilização temporária de uma parte dos residentes do Lar do Comércio. O Lar regista até à data 21 mortes por Covid-19 e 9 utentes ainda infetados.

A Comissão Municipal de Proteção Civil de Matosinhos está a proceder hoje, dia 14 de maio, à mobilização de uma parte dos residentes do Lar do Comércio. Serão movidos 48 utentes dependentes, mas negativos à Covid-19, e ainda a totalidade dos casos positivos. Há 3 testes inconclusivos que serão repetidos ainda hoje e, se se revelarem positivos, juntar-se-ão aos 9 positivos que serão transferidos amanhã, dia 15.

Ordem dos Advogados Maia

Depois da montagem de um Hospital de Campanha dentro do Lar do Comércio, nos dias 10 e 11 de maio todos os utentes voltaram a ser testados à Covid-19. Segundo comunicado enviado ao NOTÍCIAS MAIA, são agora 9 os casos positivos de idosos no Lar, 3 testes inconclusivos e 146 negativos.

Há alguns dias o número de utentes infetados estava nos 89. Uma redução que se explica por uma grande quantidade de pessoas já ter recuperado da doença. Desde o início do surto a instituição de Matosinhos tem a lamentar 21 vítimas mortais.

O Lar do Comércio está a contactar as famílias dos utentes que irão ser transferidos. Os 48 utentes dependentes e negativos à Covid-19 serão transferidos para o Centro de Neurointervenção da Cruz Vermelha em Vila Nova de Gaia e para o Hospital Militar do Porto. Esta mobilização terá um prazo máximo de 8 dias, que será o tempo suficiente durante o qual será feita a descontaminação, limpeza das instalações do Lar do Comércio e reorganização dos respetivos serviços.

Os 9 casos positivos (ou ainda os 3 inconclusivos) serão levados para o Centro de Apoio Comunitário de Matosinhos onde irão permanecer até à sua total recuperação.

Nas instalações do infantário do Lar do Comércio, já equipadas com 78 camas disponibilizadas pela Câmara de Matosinhos, ficarão temporariamente acomodados os 70 residentes autónomos que testaram negativo para Covid-19.

Covid-19: Número de infeções na Maia não sobe há 72 horas

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.