A primeira edição do festival de blues, Maia Blues Fest, tem data marcada para esta sexta-feira, com a atuação da norte-america, Shanna Waterstown. O festival, de entrada gratuita, prolonga-se por três dias, terminando no domingo, dia 22 de setembro, com a atuação dos Delta Blues Riders. Pelo meio, espaço para assistir aos Julian Burdock & Danny Del Toro e os Budda Power Blues & Maria João, sábado e domingo, respetivamente.

O auditório da zona exterior do Fórum da Maia vai ser palco de um festival de blues, enquadrado nas comemorações dos 500 Anos do Foral da Maia. Este pretende ser mais um evento que corporiza a estratégia de aproximação dos maiatos à cultura nas suas múltiplas expressões, potenciando a elevação social, a criatividade e multiculturalidade.

Esta edição conta com a presença de artistas nacionais e internacionais, entre os quais dos EUA chega-nos a cantora Shanna Waterstown, da Grã-Bretanha o músico Julian Burdock e, de Espanha, o também músico Danny del Toro. O contingente nacional é representado pelo Budda Power Blues & Maria João e Delta Blues Riders.

Shanna Waterstown é uma autêntica cantora de blues, nascida na Flórida nos EUA. É reconhecida como uma verdadeira mulher de blues no circuito internacional de blues.

Uma interpretação que nos leva diretamente ao sul dos Estados Unidos através de Chicago. Verdadeira mensageira da música negra americana, esta jovem cantora é dotada da beleza e da voz de uma verdadeira diva do blues, e nunca deixa de nos surpreender.

Shanna canta o seu próprio blues inspirado nos melhores. As suas inspirações são Billie Holiday, Rosetta Thorpe, Ma Mabley, Nina Simone, Big Mama Thornton, Koko Taylor, Etta James, Charles Ray, Muddy Waters, Robert Johnson, Wolf Howling, Buddy Guy, Freddy King, Luther Alison, Bobby Blue Bland.

Shanna apresentou o seu primeiro CD de blues em 2008, “Inside My Blues” / “A Real Woman”. Ela está preparando um segundo CD que em breve estará em movimento.

Shanna Waterstown começou com James Brown, Mud Morgenfield, Buddy Guy, Louisiana Red e Maceo Parker. Suas experiências o levaram a atuar por toda a América, França, Bélgica, Espanha, Suíça, Alemanha, Áustria, Itália, Letônia, Rússia, Polônia, Holanda.

Durante essas inúmeras tournet na Europa, fez alguns dos maiores festivais de blues e jazz, como: O Enghien Jazz Festival, Cahors Festival, Jazz e Blues em Léognan, Blues em VO, Blues a Chedigny, festival dos azuis lilás, azuis vulcânicos. Blues Festival Basel, Blues Festival Baden, Blues Festival Ascona, Jazz Aidlingen, Ecaussine, Jazzzolder-Mechelen.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.