Rute Marques, Sousa Joana, Manuela Lopes da Silva. Tal como há quatro anos, época eleitoral é sinónimo de campanha de desinformação com recurso a perfis falsos nas redes sociais. Saiba como não se deixar enganar.

Há políticos que interagem com os perfis falsos mesmo depois de já terem sido identificados e denunciados. A política de má índole ameaça continuar na Maia, numa luta de logros e patranharas no Facebook. Os perfis falsos, tal como o NOTÍCIAS MAIA já publicou várias vezes, continuam a publicar informação deturpada e as chamadas “Fake News”. A estratégia mais comum passa por simular uma conversa nas redes sociais tentando enganar os leitores mais incautos e levá-los a falsas conclusões e, em último caso, manipular o sentido de voto. Regra geral, estas publicações dos perfis falsos recebem sempre a participação de um mesmo grupo de pessoas, que sublinham a mensagem falseada mesmo sabendo, certamente, que se tratam apenas de veículos de desinformação.

Cozinca

Rute Marques

Um dos exemplos desta onda de perfis falsos é o caso de Rute Marques. Nas suas publicações procura atacar o executivo municipal, em particular o seu presidente, e colhe interações através de gostos em alguns dos seus comentários, alguns de políticos, como Sérgio Gomes, elemento do JPP que foi candidato à Assembleia de Freguesia de Moreira em 2017 e candidato a deputado pelo círculo eleitoral de Leiria, também pelo JPP. Aliás, Sérgio Gomes e Rute Marques, o perfil falso, participam várias vezes nas mesmas discussões, com presença assídua nas caixas de comentários. Este comportamento é em tudo semelhante ao de um outro perfil falso, Sousa Joana, que já foi denunciado várias vezes anteriormente.

 

Este perfil recorre a conversas simuladas, em grupos da rede social Facebook, como a que se segue no “Maia Para Todos movimento cívico”. Este grupo é gerido por Carlos Magalhães, que foi candidato à Câmara Municipal da Maia em 2017, pelo MPT. Como habitual nestes grupos de Facebook, a má moderação permite que os perfis falsos proliferem. Neste caso, assim como em quase todos os outros, vários políticos afetos ao JPP, que são candidatos pelo PS a estas eleições, reagem e comentam, alimentando a má informação.

Trata-se de uma publicação de 8 de setembro de 2021. O perfil falso recorreu a uma notícia sobre ginastas do Acro Clube da Maia para desinformar os mais desatentos. A publicação motivou a reação do presidente do clube, Fernando Barros, que afirmou repudiar a “instrumentalização política deste magníficos ginastas”.

Sousa Joana

Em destaque ainda o já bem conhecido perfil falso Sousa Joana, que ainda hoje se mantém ativo com o fim espalhar notícias falsas, muitas vezes recorrendo a insultos e difamação. Usa uma fotografia de uma base de dados de imagens gratuita.

Sousa Joana é presença frequente nas páginas do partido JPP e de Francisco Vieira de Carvalho, através de comentários nas publicações, gostos e partilhas, como se pode ver nesta publicação de 8 de setembro, com um comentário seguido de um outro realizado por mais um perfil falso, Manuela Lopes da Silva, também este já anteriormente denunciado. A página em questão é a oficial de Francisco Vieira de Carvalho e o comentário pretende levantar suspeitas e denegrir a imagem pública de Silva Tiago e Bragança Fernandes.

Este é um caso paradigmático. Está presente em quase todas as publicações do JPP ou de Francisco Vieira de Carvalho e mesmo apesar de denunciado e de ter utilizadores que chamam a atenção para o facto de ser um perfil falso, recebe interação do candidato do PS.

Manuela Lopes da Silva

Manuela Lopes da Silva é um perfil identificado em notícia do jornal NOTÍCIAS MAIA, em janeiro de 2020. Surgiu para fazer campanha negra Na altura da reportagem afirmava trabalhar na Câmara Municipal da Maia e simulava ser do PSD. Agora afirma trabalhar na Câmara Municipal de Gaia. Este perfil falso existe, como os outros, para criticar e fazer campanha política.

Apesar de amplamente identificado como um perfil falso, continua a participar na rede social Facebook e continua a interagir com políticos.

Uma breve pesquisa na internet e é possível identificar com facilidade a utilização da fotografia de perfil como pertencente a outra pessoa. O método de recolha de imagens é o mesmo de outros perfis falsos também identificados pelo NOTÍCIAS MAIA, como o caso do Sousa Joana. A estratégia é usar imagens de outras pessoas, ligadas a campanhas publicitárias de empresas de recrutamento.

Numa publicação de 2019, é possível ver que este perfil falso, Manuela Lopes da Silva, segue o mesmo comportamento dos anterior, ou seja, a simulação de conversas.

Não se deixe enganar. Os quatro primeiros passos para identificar um perfil falso:

  1. Tem foto de perfil? Muitas vezes as fotos dos perfis falsos provém de bancos de imagens ou mesmo de pessoas insuspeitas, de outras nacionalidades. Há também casos em que simplesmente a foto de perfil mostra apenas animais, paisagens ou objetos.
  2. Tem amigos em comum? Muitas vezes os únicos amigos dos perfis falsos são de várias nacionalidades e não há qualquer ligação entre eles.
  3. O perfil foi criado há pouco tempo? O Facebook já cá está há vários anos e são cada vez menos as pessoas que não têm conta nesta rede. Se o perfil foi criado há pouco tempo, desconfie.
  4. O perfil partilha conteúdo com amigos? Muitas vezes os perfis falsos não têm qualquer fotografia ou vídeo com os seus amigos, nem recebem interação de outras contas.

Há muitos outros perfis falsos que foram apagados e outros que ainda existem. Recorde a grande reportagem do jornal Notícias Maia sobre o assunto:

A campanha de perfis falsos e contra-informação na Maia

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas leem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.