Notícias Maia

Maia plantou milhares de árvores no âmbito do projeto FUTURO

Partilhas

Foi superada a meta das 100 mil árvores plantadas na Área Metropolitana do Porto. Com o compromisso de todos os municípios, Maia incluída, e da sociedade civil, aquela que era uma meta para 2021 foi ultrapassada ainda este ano, com 106 mil árvores plantadas.

Na Maia, segundo dados providenciados pelo projeto FUTURO, foram plantadas ao abrigo deste projeto 1823 árvores na zona do Rio Leça (2.6ha – Alnus glutinosa, Frangula alnus, Fraxinus angustifolia, Fraxinus excelsior, Salix alba, Salix atrocinerea, Sambucus nigra), 276 no Parque de Avioso (0.1ha -Frangula alnus, Fraxinus angustifolia, Salix atrocinerea, Sambucus nigra), 60 no Monte da Senhora da Hora (0.1ha – Arbutus unedo, Quercus faginea) e 500 na zona de Nogueira (0.9ha).

Esta quarta-feira foram apresentados, no campus Foz da Universidade Católica no Porto, os resultados do projeto FUTURO, compendiados em livro. Desde 2011, conduziu à plantação de 106 mil árvores nativas distribuídas por 174 hectares, promovendo a eliminação de 55 toneladas de poluentes da atmosfera, a cada ano.

Estando os números revelados – numa iniciativa que contou com a participação dos 17 municípios da Área Metropolitana do Porto (AMP) e mais de 16 mil voluntários – entalham-se para memória das futuras gerações na obra “Oito anos e 100 mil árvores nativas depois”, que tem como bandeiras a reflorestação e a sustentabilidade ambiental.

Durante a apresentação do livro, Marta Pinto, coordenadora do projeto, destacou que “passo-a-passo, o FUTURO, inicialmente frágil como uma semente, cresceu e ultrapassou a meta de plantar 100 mil árvores nativas na região”. Para a também coordenadora do Grupo de Estudos Ambientais da Católica no Porto, o êxito da iniciativa deveu-se a “uma verdadeira sinergia metropolitana, que devolveu resultados muito positivos na gestão do território, da paisagem e da cidadania”. A este nível, destaque-se, por exemplo, a requalificação de cerca de 50 áreas de interesse turístico e de lazer e, ainda, a atração de cerca de 400 mil euros para as áreas intervencionadas.

Após várias distinções internacionais, o FUTURO arrecadou, em 2017, o prémio nacional “O Norte Somos Nós”, na categoria de Sustentabilidade.

COMENTE

Publicidade

media & meios

Newsletter

Top
Fórum da Maia - 30 de novembro - 21.30h

Salvador Martinha

Salvador Martinha vai finalmente apresentar o seu novo espetáculo de Stand-Up, Cabeça Ausente, no Fórum da Maia. Compre já o seu bilhete.
close-link