O norte-americano esteve internado um mês e foi fazendo publicações na redes sociais afirmando que acreditava que seria Deus a curá-lo, e não um ventilador.

Um norte-americano de 34 anos, que rejeitava a vacina e o ventilador, acabou por morrer devido a complicações causadas pela covid-19, noticiou a CBS Los Angeles.

Leonidas

Stephen Harmon esteve internado durante cerca de um mês e, durante esse período, deixou várias publicações nas redes sociais onde afirmava, por exemplo, que não teria medo nem falta de fé no quarto dele e que acreditava que seria Deus a curá-lo, e não um ventilador. Nos últimos dias de vida o homem chegou mesmo a ser entubado mas acabou por não sobreviver.

Segundo o Observador, num último tweet, que entretanto deixou de estar público, o homem escreveu: “Optei por ser entubado, lutei contra isso o máximo que pude, mas infelizmente cheguei a um ponto crítico de escolha e, por mais que eu odeie ter que fazê-lo, prefiro que seja por vontade própria do que forçado por um procedimento de emergência. Não sei quando vou acordar, por favor, orem”.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas leem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.