Notícias Maia

Município da Maia será abrangido pelo “passe único” de transporte

Partilhas

30 euros para deslocações dentro do município e 40 euros entre concelhos. Orçamento do Estado para 2019 confirma que um passe dentro das áreas metropolitanas de Lisboa e Porto não custará mais de 40 euros. Medida entra em vigor em abril.

As famílias portuguesas vão passar a gastar, no máximo, 80 euros por mês em passes, sendo que todos os operadores de transportes — quer sejam públicos ou privados — vão adotar este passe único.

Com esta medida, cada família deverá pagar, no máximo, o correspondente a uma despesa de dois passes, tenha o agregado familiar o número de membros que tiver. O objetivo é atrair utentes para os transportes públicos e reduzir o tráfego automóvel nestes centros urbanos.

De acordo com o Governo, o “passe único” deverá chegar a abril à área metropolitana do Porto. Os concelhos abrangidos são, no Porto, Arouca, Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Oliveira de Azeméis, Paredes, Porto, Póvoa de Varzim, Santa Maria da Feira, Santo Tirso, São João da Madeira, Trofa, Vale da Cambra, Valongo, Vila do Conde e Vila Nova de Gaia.

De acordo com o Orçamento do Estado para o próximo ano, “será lançado o Programa de Apoio à Redução Tarifária (PART), que consistirá num apoio de 83 milhões de euros às Autoridades de Transportes das Áreas Metropolitanas de Lisboa e Porto e Comunidades Intermunicipais”.

Os autarcas, da área metropolitana do Porto, pediam uma comparticipação ao Estado de 26 milhões de euros, para suportar esta medida.

COMENTE

Publicidade

media & meios

Newsletter

Top
Fórum da Maia - 30 de novembro - 21.30h

Salvador Martinha

Salvador Martinha vai finalmente apresentar o seu novo espetáculo de Stand-Up, Cabeça Ausente, no Fórum da Maia. Compre já o seu bilhete.
close-link