Falta de dinheiro para pagar salários pode levar ao encerramento do posto de turismo instalado no Aeroporto Francisco Sá Carneiro.

DS Crédito

A partir de fevereiro, o Turismo do Porto e Norte de Portugal vai ficar sem dinheiro para pagar os salários dos funcionários, avançou esta quarta-feira o Jornal de Notícias. Conforme o presidente da Associação Comercial do Porto, Nuno Botelho, a falta de dinheiro para as remunerações dos funcionários e para os custos de financiamento pode levar os postos de turismo do Aeroporto do Porto e de São Bento a fechar portas.

O Ministério das Finanças conta que as verbas foram já autorizadas. Porém, não terão ainda chegado à secretaria de Estado do Turismo, que tutela as instituições, esclarece o JN.

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, anunciou que vai reforçar o investimento no turismo. O governante asseverou que “o erro técnico” será retificado, mas o Turismo do Porto e do Norte ainda não teve acesso a nenhuma quantia.

O turismo representa perto de um quinto das exportações nacionais e quase um décimo do Produto Interno Bruto.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.