Partilhas

Os equipamentos foram entregues à escola EB 2,3 do Castêlo da Maia e aos Vicentinos de Águas Santas, para agora chegarem às casas de alunos desfavorecidos.

O projeto CREW, que junta a LIPOR e a ERP Portugal, está a mobilizar a comunidade para o reaproveitamento de material informático em desuso. O mote do projeto é aproveitar os materiais informáticos que já não fazem falta nas nossas casas, reparando-os e entregando-os a crianças e jovens desfavorecidos para que possam manter as aulas em casa da melhor forma.

Cozinca

Este projeto já não é novo mas readaptou-se agora aos desafios atuais de forma a pensar em todos os alunos que não têm computadores e equipamentos informáticos para o ensino a distância.

A população tem-se mobilizado em torno da problemática e, em poucas semanas, já foi possível entregar seis computadores, quatro aos Vicentinos de Águas Santas e dois à escola EB 2,3 do Castêlo da Maia.

A entrega simbólica destes primeiros equipamentos aconteceu esta tarde, 1 de março, na EB 2,3 do Castêlo da Maia e contou com a presença da vereadora do ambiente da Câmara Municipal da Maia, Marta Peneda, o Diretor do Agrupamento de Escolas do Castêlo da Maia, Marco Marques e também o representante da Associação de Pais da escola em questão, Domingos Costa.

Nova vida aos equipamentos informáticos

Sobre esta primeira entrega de computadores a alunos do concelho, Marta Peneda explicou ser um momento “revestido de um enorme simbolismo” e uma ação que se enquadra naquilo que a filosofia da LIPOR. “Reduzir o consumo, reutilizar os equipamentos e esperemos que, quando eles já estiverem completamente obsoletos, que sejam reciclados”, explicou a responsável.

Questionada sobre os esforços que a Câmara Municipal tem feito de forma a colmatar a falta de computadores entre os alunos, a vereadora considerou que “o município da Maia tem tido um comportamento exemplar” afirmando que ao nível do 1º ciclo “os problemas estão todos resolvidos”. Marta Peneda afirmou ainda que “foram distribuídos 300 computadores” e também “criado um banco de empréstimos que está a ser gerido e que permite colmatar essas dificuldades”.

Ainda assim, “todos os esforços são pouco” e a vereadora sublinhou a importância das pessoas continuarem a entregar os seus equipamentos informáticos inutilizados à LIPOR para que mais alunos possam ser ajudados.

“A necessidade é muito grande”

Marco Marques, Diretor do Agrupamento de Escolas do Castêlo da Maia, reforçou também a importância destes projetos para a comunidade educativa e lembrou que a “a necessidade é muito grande”. O diretor estima que são quase 200 os alunos do agrupamento “a precisar de equipamentos”.

Marco Marques afirmou que “todos os dias surgem novos pedidos” e explicou que também os computadores fixos das escolas estão a ser emprestados aos alunos. O diretor relembrou ajuda da autarquia na cedência de equipamentos e acessos à internet.

Presentes nesta ação simbólica estiveram também o gestor do projeto CREW e um dos técnicos responsáveis pela reparação dos equipamentos.

Hélder Marques, gestor do projeto CREW, explicou que o apelo à comunidade tem dado frutos e que, no primeiro confinamento, foi possível entregar 50 computadores neste formato.

Neste primeiro dia de março foram entregues os primeiros seis computadores mas o gestor do projeto espera que as doações continuem.

Sobre o estado dos materiais entregues, Filipe Bernardino, técnico reparador do projeto CREW, explica que chegam equipamentos que já não podem ser aproveitados mas a maioria está num bom estado para reparação. “Temos computadores onde só é preciso instalar um novo software, outros onde fazemos uma limpeza geral”, explicou o técnico. “Estamos a criar nova oportunidade aos computadores e ajudar quem precisa”, concluiu.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.