Notícias Maia

PSP vai destruir na Maia mais de 7000 armas apreendidas

Partilhas

O Departamento de Armas e Explosivos da PSP, com o apoio do Comando Metropolitano do Porto, vai proceder, esta sexta-feira, na Maia, à destruição de mais de 7000 armas.

Em comunicado, a PSP indica que esta é a terceira ação do género realizada durante o ano de 2019 e as armas a destruir foram declaradas como perdidas a favor do Estado no âmbito de processos-crime, contraordenação ou administrativos, depois de terem sido apreendidas pela PSP e demais autoridades policiais, a nível nacional.

“Dado o estado de degradação em que se encontram as pistolas, revólveres, espingardas, punhais, navalhas, espadas, que constituem a quase totalidade do lote das armas a destruir, e a sua inutilidade para a atividade operacional, formativa, cultural, museológica ou outra das forças de segurança, decidiu o diretor nacional da PSP mandar proceder à sua adequada e preventiva destruição”, esclarece a nota de imprensa.

A Polícia de Segurança Pública conta já 12886 armas destruídas em 2019, sendo que, no ano anterior, destruiu 37351 armas e, em 2017, 26473 armas.

COMENTE

Publicidade

Publicidade

media & meios

Newsletter

Mais Populares

Top