Notícias Maia

Pulseira eletrónica para suspeito de agredir companheira na Maia

CBaviera_Maia
© DR
Partilhas
Mulher era vítima de violência doméstica há cinco anos e tinha “formalizado queixa”, tendo acabado por desistir.

Um homem de 33 anos, da Maia, foi detido esta terça-feira, dia 20 de agosto, indiciado por agredir e ameaçar a companheira durante cinco anos, anunciou a GNR.

A detenção decorreu de um mandado judicial, após o suspeito ter agredido a companheira, de 43 anos, na via pública, divulga a GNR. O Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas apurou que a violência doméstica persistia há cinco anos. O suspeito mantinha ainda “uma relação análoga à dos cônjuges”.

Presente ao Tribunal de Instrução Criminal de Matosinhos, o meliante viu serem-lhe aplicadas as medidas de coação de afastamento da residência da vítima, assim como a proibição de se aproximar da vítima até uma distância de 500 metros e ainda a proibição de contactar, por qualquer meio, a vítima, ficando vigiado por pulseira eletrónica.

COMENTE

Publicidade

Publicidade

media & meios

Newsletter

Mais Populares

Top