Estado de Calamidade prolongado no mínimo até 27 de junho.

Esta quarta-feira, 9 de junho, Mariana Vieira da Silva, ministra da Presidência, anunciou em conferência de imprensa as novas regras que estarão em vigor nas próximas semanas. As declarações aconteceram após a reunião do Conselho de Ministros.

Cozinca

Nesta conferencia de imprensa foi dado a conhecer que a situação de calamidade será prolongada até 27 de junho e, no dia 14 de junho, Odemira, Lisboa, Braga e Vale de Cambra não avançam no desconfinamento. Apesar disso, a ministra da Presidência afirmou que a maior parte do país está com a situação epidemiológica controlada.

Atualmente existe ainda dez concelhos em alerta, sendo eles Albufeira, Alcanena, Arruda dos Vinhos, Cascais, Loulé, Paredes de Coura, Santarém, Sertã, Sesimbra e Sintra. Nestes concelhos, as atividades de comércio a retalho vão começar a funcionar de acordo com o seu horário, sem limites. Na restauração, o funcionamento será até à uma da manhã e hora máxima de admissão será a meia noite. Os serviços públicos desconcentrados passam a poder ser acedidos sem marcação prévia. Já os eventos familiares ficam com limite de 50% de ocupação de espaço e as atividades amadoras começarão a ter público.

O teletrabalho deixa de ser obrigatório em todo o pais, exceto em Lisboa, Braga, Vale de Cambra e Odemira. Todas as regras da nova fase de desconfinamento serão semanalmente avaliadas, podendo haver alterações.

Resumo das novas medidas

  • Teletrabalho recomendado, nas atividades que o permitam;
  • Restaurantes, cafés e pastelarias com as regras de lotação atuais, até às 00.00h para admissão e 01.00h para encerramento;
  • Comércio com horário do respetivo licenciamento;
  • Transportes públicos em que só existem lugares sentados – lotação completa. Nos que têm lugares sentados e de pé – lotação de 2/3;
  • Espetáculos culturais até às 00.00h. Salas de espetáculos com a lotação a 50%. Fora das salas de espetáculo: lugares marcados;
  • Escalões de formação e modalidades amadoras com lugares marcados e regras de distanciamento definidas pela DGS. Recintos desportivos com 33% da lotação. Fora de recintos aplicam-se regras a definir pela DGS.

Testagem obrigatória no trabalho e em eventos

Ainda na conferência de imprensa do Conselho de Ministros, Mariana Vieira da Silva explicou que a estratégia de testagem vai ser alterada, passando a haver testagem nas empresas com 150 trabalhadores no mesmo local. O mesmo acontecerá em eventos desportivos, culturais e até em casamentos, mediante o número de pessoas que estão em cada um dos locais.

Para já não é conhecido o número de participantes que levará a esta testagem obrigatória, ficando o anúncio para breve e a cargo da DGS.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.