Um total de 540 famílias e 91 empresas beneficiam de desconto de 40% na fatura, afirma a autarquia. Apenas quatro pedidos de apoio foram rejeitados.

De acordo com dados fornecidos hoje pela Câmara Municipal da Maia, um total de 631 consumidores viram as suas faturas de água relativos aos consumos de abril, maio e junho terem um desconto de 40 por cento. Recorde-se que esta foi uma das medidas de combate à pandemia, apoio social e apoio socioeconómico.

DS Crédito

Os Serviços Municipalizados de Electricidade Água e Saneamento da Maia (SMEAS) receberam até 16 de junho “um total de 635 pedidos de apoio socioeconómico, tendo decidido favoravelmente um total de 631 pedidos, dos quais 540 de consumidores domésticos e 91 de consumidores não-domésticos”, refere a nota da autarquia.

Todos os consumidores, independentemente da sua situação económica, beneficiaram de descontos resultantes do alargamento dos escalões de consumo, no que toca ao consumo de água, taxa de saneamento e recolha de resíduos sólidos urbanos. A todos os consumidores domésticos nos meses de abril, maio e junho foi alargado o 1º escalão de faturação do consumo de água (dos 5 m3 para os 10m3) e o restante consumo ficou restrito ao 2º escalão.

A Câmara Municipal destacou que “tudo somado, estes apoios às famílias e às empresas ascenderam a 664 mil euros, relativamente aos consumos de março e abril, faltando ainda contabilizar maio”.

“Desde o início que decidimos apoiar efetivamente aqueles que foram mais afetados pela pandemia, com medidas que têm uma repercussão efetiva junto das pessoas, e que em simultâneo são suportáveis pelo orçamento do Município. E fi-lo porque este executivo municipal tem a consciência de que esta é uma situação que irá perdurar e que a Câmara Municipal tem de poder dizer presente aos maiatos.”, sublinhou António Silva Tiago, presidente do Município, na nota enviada ao NOTÍCIAS MAIA.

Podem ter acesso ao desconto de 40 por cento todos os consumidores domésticos que, comprovadamente, tenham sofrido uma diminuição do seu rendimento em 30 por cento. Podem ainda solicitar a isenção da componente fixa da tarifa de água, saneamento e resíduos sólidos urbanos todos as empresas e comércios que foram obrigadas a encerrar durante o Estado de Emergência.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.