A partir de 14 de outubro, o tabuleiro inferior da Ponte Luís I está fechado ao trânsito, para trabalhos de reabilitação. Será permitida a passagem de peões através de plataformas montadas para o efeito.

O trânsito no tabuleiro inferior da Ponte Luís I, que liga Porto e Gaia, vai encerrar a partir de 14 de outubro e durante cerca de um ano para trabalhos de reabilitação, adiantou esta quarta-feira a Infra-estruturas de Portugal (IP).

Cozinca

Em comunicado enviado à Lusa, a IP referiu que, para minimizar os impactos desta intervenção, será permitida a passagem de peões em situação condicionada, através de plataformas montadas para o efeito.

A empreitada de reabilitação e reforço do tabuleiro inferior desta travessia sobre o rio Douro, com um investimento de 3,3 milhões de euros, visa reparar um conjunto de anomalias já identificadas, a maioria das quais relacionada com a corrosão superficial de elementos metálicos e outras que venham a ser identificadas no decorrer das obras.

Além disso, é ainda necessário fazer a substituição pontual de rebites e das juntas de dilatação, a rectificação de chapas deformadas, a manutenção dos aparelhos de apoio, a reparação das portas de acesso aos encontros e a reabilitação dos serviços afectados, sublinhou.

A IP realçou que se prevê também o reforço dos banzos superiores das vigas, diagonais e montantes por adição de chapas de aço, introdução de sistema de travamento longitudinal e a substituição da laje do tabuleiro.

A Infra-estruturas de Portugal explicou que o projecto vai conferir à ponte, e em particular ao tabuleiro inferior, uma capacidade resistente compatível com as sobrecargas rodoviárias actuais, permitindo eliminar a limitação de circulação de veículos com peso bruto superior a 30 toneladas, passando a ser admissível a circulação de veículos até 60 toneladas.

“A intervenção no tabuleiro inferior tem ainda em vista a redução das vibrações induzidas pela passagem de grandes grupos de peões durante eventos festivos ou desportivos, controlando-se as vibrações horizontais à custa do aumento da rigidez e aumento da massa do tabuleiro”, acrescentou.

O vice-presidente da IP, José Serrano Gordo, classificou esta obra “de especial importância pela história e relevância” que a Ponte Luís I tem para as cidades do Porto e de Vila Nova de Guia.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas leem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.