Notícias Maia

Trotinetes elétricas chegam à Maia já amanhã

Partilhas

Forças de segurança já estão a preparar a chegada da micromobilidade. Maia é um dos primeiros concelhos do distrito onde a solução estará disponível, meses antes do Porto regular o mercado de partilha de trotinetes e bicicletas através de um projeto de legislação que se encontra em consulta pública.

Em comunicado enviado ao Notícias Maia, a empresa alemã Flash anuncia que será o primeiro operador autorizado no concelho da Maia a prestar esta solução de mobilidade partilhada.

Inicialmente estarão disponíveis dois modelos de trotinetes, sendo um deles o novo modelo próprio da Flash, que foi desenhado “para permitir uma experiência de condução mais segura e completa, com suspensões reforçadas, travões duplos, leds de sinalização e rodas maiores”.

No mesmo documento é referido que a Câmara Municipal da Maia autorizou a Flash a disponibilizar trotinetes elétricas naquela que será a quarta cidade portuguesa onde a empresa estará presente, depois de Lisboa, Faro e Coimbra.

Em Portugal, a Flash conta com a concorrência de mais oito empresas: Lime, Hive, Tier, Bungo, Wind, Bird, Frog e Voi, tendo esta última sido inicialmente apontada por alguns órgãos de comunicação social maiatos como sendo a primeira empresa que iria operar no concelho.

Descontos para os utilizadores que estacionarem corretamente as trotinetes numa das mais de 30 zonas de estacionamento

Segundo a informação disponibilizada pela Flash, o desbloqueio das trotinetes terá um valor de 1€, ao qual acrescem 0,15€ por minuto. Para incentivar o correto estacionamento dos veículos, a empresa irá oferecer um desconto de 50% no desbloqueio da viagem, a todos os utilizadores que estacionarem nas mais de 30 zonas de estacionamento indicados pela Câmara Municipal da Maia.

Forças de segurança preparam chegada à Maia das trotinetes

A Câmara Municipal da Maia promoveu na passada segunda-feira, 8 de abril, uma reunião com as forças de segurança, no sentido de preparar o acolhimento da primeira operadora do serviço de aluguer de trotinetes. Neste processo estarão envolvidas a GNR, a PSP e a Polícia Municipal.

Em comunicado, a autarquia afirma que “encara como potencialmente positiva a chegada de mais um meio de transporte flexível e ambientalmente sustentável. Mas não descura a sua atenção à segurança dos transeuntes, mantendo o seu foco na mobilidade suave e nas conexões intermodais seguras e adequadamente reguladas”.

 

COMENTE

Publicidade

Publicidade

media & meios

Newsletter

Mais Populares

Top