A Horta de Fundo de Vila, vai nascer em setembro, na Freguesia de Milheirós. O Município da Maia mantém a aposta neste projeto inovador ao nível nacional, de espaços verdes dinâmicos e de agricultura biológica.

Cozinca

O novo espaço vai integrar a rede de espaços verdes, disseminados pelo Concelho da Maia, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos seus utilizadores, através de práticas de agricultura biológica e de alimentação saudável e contacto com a natureza.

Foi realizada na quinta-feira, dia 13 de julho, no Jardim do Parque Central da Maia, a apresentação pública do Projeto de Arquitetura da Horta de Fundo de Vila e assinado o protocolo de cooperação entre a Maiambiente, a Lipor, a Câmara Municipal da Maia e a Junta de Freguesia de Milheirós. O projeto de arquitetura foi da responsabilidade do Gabinete Verdepróspero, com assinatura da Arquiteta Paisagista Renata Ferreira com a colaboração da Arquiteta Paisagista Cláudia Vilar. Durante a tarde, foi ainda possível participar em workshops de compostagem caseira e reciclagem.

António Bragança Fernandes, atual Presidente da Câmara Municipal da Maia, afirmou que gostava de ver o projeto concluído e inaugurado no dia 1 de setembro.

Todos os residentes no concelho da Maia podem ter acesso a um talhão na Horta de Fundo de Vila. A entidade gestora do projeto procederá à seleção dos candidatos à utilização dos talhões disponíveis, tendo em conta os critérios de seleção definidos no Acordo de Utilização. O formulário de inscrição está disponível na Maiambiente, Câmara Municipal da Maia, Junta de Freguesia de Milheirós ou LIPOR.
“Utilizar um talhão, de terreno cultivável, inserido num espaço vedado e com ponto de água de utilização comum disponível, ter um compostor individual ou comunitário, o qual devem utilizar para fazer compostagem caseira e utilizar o produto final na horta e a frequência de ações de formação em agricultura biológica” são alguns dos benefícios enumerados.

 

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.