Presidente do Maia FC garante que não houve agressões físicas e que “o clube não se revê na violência”. “Vamos assumir a responsabilidade pelos desacatos”.

O jogo entre o Viseu 2001 B e o Maia Futsal Clube, a contar para a segunda jornada da Taça Nacional de futsal, acabou com desacatos, insultos e empurrões entre jogadores de ambas as equipas.

Cozinca

A apenas três segundos do fim, depois do Viseu empatar a partida a três golos, instalou-se a confusão nas quatro linhas, com vários jogadores a insultar e empurrar colegas da equipa adversária.

Agora, a Federação Portuguesa de Futebol terá de emitir um parecer para determinar se terão de ser disputados os últimos três segundos da partida ou se o jogo está dado como terminado.

O jogo e os confrontos finais da partida disputada neste dia 13 de junho foram filmados e publicados pela equipa do Viseu 2001 B. Veja o vídeo:

Contactado pelo NOTÍCIAS MAIA, Bruno Magalhães, presidente do Maia Futebol Clube, garante que “não houve agressões físicas” entre jogadores, mas sim “encontrões, palavrões e insultos”.

Bruno Magalhães defende que a formação maiata foi alvo de “provocações durante todo o jogo” e que “os jogadores acabaram por reagir”. O dirigente garante que o Viseu tinha uma “comitiva superior a dez pessoas na bancada”, que “insultou e provocou os jogadores do Maia”, e que terá sido a responsável pelos desacatos.

Bruno Magalhães conta que falou com o presidente do Viseu 2001 B ainda no mesmo dia e que nenhum deles “se revê nestas situações”.

“Temos de assumir que não estivemos bem e vamos assumir a responsabilidade pelos desacatos e confusão que ocorreram no final” – garante o responsável.

“Não nos revemos em jogos de bastidores e temos a nossa consciência tranquila”, termina.

Esta foi a 2ª de 3ª jornadas para definir quem sobe à 3ª Divisão Nacional de Futsal Masculino. Se este jogo for validado, o Maia FC fica com quatro pontos, em 2º do grupo, e só precisa de um empate para subir. Já o Viseu 2001 B, somará apenas o ponto obtido pela partida.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.