Notícias Maia

Aeroporto Sá Carneiro é o novo “hub” da Ryanair já em 2018

Partilhas

Em conferência de imprensa no Web Summit, que está a decorrer em Lisboa, a Ryanair através do seu responsável do departamento de marketing, Kenny Jacbos, anunciou que o Aeroporto Francisco Sá Carneiro será, depois de Roma Fiumicino e Milão Bergamo, a terceira infraestrutura a garantir conexões a vinte destinos.

A companhia pretende avançar com a operação a partir da Maia, já a partir de janeiro de 2018, garantindo que o passageiro, apesar das escalas de voo, faz uma única reserva e recebe a bagagem quando chega ao destino final, evitando assim, como é habitual nos voos “low cost”, levantar bagagem nas escalas e fazer o check-in das mesmas.

Na base desta escolha, segundo o responsável pelo marketing da companhia, citado pela Agência Lusa, está a capacidade do Aeroporto Francisco Sá Carneiro em garantir uma “operação muito eficiente, tem uma boa dimensão” e uma “posição geográfica que não podia ser melhor” para fazer a ligação, por exemplo, entre vários aeroportos europeus e os Açores.

Este anúncio foi realizado na Web Summit, que decorre até quinta-feira, no Altice Arena e na Feira Internacional de Lisboa. Este ano estão a participar, segundo a organização, 59.115 pessoas, entre 1.200 oradores, 2.000 startups, 1.400 investidores e 2.500 jornalistas, representando 170 países. Esta cimeira surgiu na Irlanda em 2010, tendo-se mudado para Portugal em 2016, para a realização do evento durante três anos, com possibilidade de ser ampliada para cinco anos.

COMENTE

Partilhas
Top