Notícias Maia

Coros Infantis animaram o Fórum da Maia

Partilhas

O evento decorreu a 1 de Dezembro, no Grande Auditório do Fórum da Maia.

O Encontro de Coros Infantis marca de forma muito significativa a época natalícia na Maia, sendo uma oportunidade para conhecer outros agrupamentos corais, para ouvir e apreciar vozes infantis que dão sempre o seu melhor num espetáculo encantador.
A edição de 2017 contou com as participações do Coral Infantil de Setúbal, do coro Pequenas Vozes de Febres – Cantanhede, do Coro Infanto-Juvenil de Vila Nova de Cerveira, e do anfitrião Pequenos Cantores da Maia.

Pequenos Cantores da Maia

Medalha Municipal de Mérito Cultural

Grau OURO

O Coral Infantil Municipal dos Pequenos Cantores da Maia foi fundado por iniciativa pessoal do Presidente da Câmara Municipal da Maia, Prof. Dr. José Vieira de Carvalho, no ano de 1991, tendo realizado o seu Concerto de Estreia a 1 de Janeiro de 1992.

Em Outubro de 2014, foram convidados para a estreia da canção “O melhor está p’ra vir”, com letra e música de Pedro Abrunhosa, apresentando o tema com o músico, na Casa das Artes, em Famalicão.

Em Novembro de 2014, gravaram esse tema com o próprio Pedro Abrunhosa, no seu estúdio privativo, para o próximo álbum da estrela Pop e para o lançamento nas redes sociais do videoclip da canção, integrado numa campanha que vai ser levada a cabo, pela Mundos de Vida, no Dia Nacional do Pijama, com uma distribuição gratuita, já assegurada para mais de 200 mil crianças, em todo o país.

No natal de 2014, deram um concerto no salão nobre da Assembleia da República, a convite da Dr.ª Assunção Esteves, Presidente do Parlamento.

Em Maio de 2015, partilharam de novo o palco com Pedro Abrunhosa, no Festival de Música da Maia.

Neste certame das músicas, foram igualmente convidados de VITORINO e de RUBIM, músico com o qual gravaram em estúdio, a canção “Um sonho engraçado” cujo videoclip está patente para visualização no YouTube.

Em Junho de 2015, estrearam na sala Suggia da Casa da Música, as obras para coro infantil e orquestra sinfónica “Férias na aldeia” de Victor Dias e “Porta do sorriso” de Victor Dias e Ana Lídia Rouxinol, na Gala Comemorativa do 15ª aniversário da Fundação Ronald McDonald, onde também partilharam o palco com o cantor pop Luís Portugal, com a soprano Isabel Alcobia e com o tenor Carlos Guilherme, num concerto que contou com a participação da Orquestra Filarmonia das Beiras, sob a direção do Maestro António Vassalo Lourenço, no qual os Pequenos Cantores da Maia também interpretaram obras de Cézar Frank, Alan Menken e Bruno Coulais.

Em Dezembro de 2016 lançaram o duplo álbum “25 anos 25 canções”, reunindo numa coletânea os seus melhores 25 êxitos originais.

Em Julho de 2017, o Coral Infantil dos Pequenos Cantores da Maia foi agraciado pelo Presidente da Câmara Municipal da Maia, com a Medalha de Mérito Municipal Grau OURO.

O atual Patrono dos Pequenos Cantores da Maia é o Eng.º António Silva Tiago, Presidente da Câmara Municipal da Maia.

Coro Infanto-Juvenil de Vila Nova de Cerveira

Foi criado em março de 2013, por Cíntia Pereira com o intuito de fomentar o gosto pela música.

De entre as várias apresentações a público destacam-se, sem dúvida, os espetáculos de “Tributo a Carlos Paião”, em julho de 2013, “Tributo aos ABBA” em junho de 2015 e “Tributo aos The Beatles” em julho do presente ano, o “25 de Abril a Cantar”, em abril de 2016 e “Portugal no Festival Eurovisão da Canção”, em julho de 2016, este último integrado no XI Aniversário do Aquamuseu do Rio Minho.

Em julho de 2015 este coro passou a fazer parte integrante da Pauta de Caprichos – Associação Musical de Vila Nova de Cerveira.

É num clima de cumplicidade e respeito mútuo que este coro desenvolve o seu trabalho e as suas capacidades musicais. Tem como diretora artística, desde o início da sua atividade até à atualidade, a professora Cíntia Pereira.

Pequenas Vozes de Febres

Surgiu inicialmente como “Coro infantil de Febres” a 16 de março de 2010, na altura, com 24 crianças. Atualmente, tem 55 elementos, cujas idades variam entre os 3 e os 17 anos e denomina-se de “Pequenas Vozes de Febres”.

Mesmo, não estando envolvidos grandes encargos financeiros, uma vez que o grupo está integrado numa iniciativa da Junta de Freguesia de Febres, de quem recebe importantes apoios, a destacar: o local de ensaios, Casa Carlos de Oliveira. Realça-se também o apoio do Município de Cantanhede e dos pais e familiares nas apresentações do grupo.

Em 2012, o grupo lançou o seu primeiro cd, intitulado “Sonho de criança” e, em 2014, lançou o seu segundo álbum, com dvd incluído, “Asas do Sonho”.

O grupo tem apostado, essencialmente, na música portuguesa. Até à data já realizaram mais de uma centena de atuações e uma dezena de representações dos musicais em vários distritos do país. A destacar: em fevereiro e março de 2015, participou no XVII Ciclo de Teatro Amador de Cantanhede, com o musical “Frozen – No reino do Gelo”. Em maio de 2015, por altura do seu 5º aniversário apresentou um espetáculo sobre o festival da canção. Em dezembro de 2015 participou no programa “A Praça”, RTP1. Em janeiro e fevereiro de 2016 e 2017 apresentou no Ciclo de Teatro Amador de Cantanhede o musical “A Princesinha”. Em maio de 2017 apresentou o musical “Os três pastorinhos”, esta apresentação foi noticiada no canal “Angelus TV”. Participou no “Somos Portugal”, na TVI, em Julho de 2017.

O Coral Infantil de Setúbal foi fundado em novembro de 1979. A Comissão Fundadora foi constituída por Adriano Pereira, Agostinho Claro dos Santos, António da Costa Ferrão, Deolinda Manuel Nogueira Godinho, Dina Teresa de Oliveira Barco, José Luís Rocha Carvalho, Laura Silva de Oliveira, Laureano Rocha Lorenzo, Maria Dulce Palhota Ferreira e Maria Leonor Neves Ferrão.

Depois de muitas portas se terem fechado, houve uma que se abriu: a porta da “Stella-Maris”, instituição que acolheu o Coral até novembro de 1993, altura em que foi inaugurada a sede social. O nome do Padre Manuel Vieira ficará, assim, para sempre ligado à história do Coral.

Em 1996 António Santos é eleito Presidente da Direção. Concretiza-se, então, a gravação do primeiro CD do Coral, sob a direção do Maestro Jorge Salgueiro. Trata-se do CD “enCANTAR” que apresenta uma vertente clássica de repertório sinfónico e uma vertente mais lúdica, com temas de filmes da Walt Disney. Este CD é lançado no Concerto Comemorativo do 18º Aniversário do Coral, em 23 de novembro de 1997, no Fórum Municipal Luísa Todi.

Afirmando-se, cada vez mais, como uma instituição fundamental no panorama cultural setubalense, o Coral é distinguido, pela Câmara Municipal de Setúbal, em 15 de setembro de 1997, com a Medalha de Honra da Cidade de Setúbal.

Em 1999 o cargo de Maestro é assumido por Nuno Batalha, que se mantém até aos dias de hoje, formando nova equipa de trabalho, constituída por António Laertes (Piano), Célia Inês Nascimento (Técnica Vocal/Soprano) e Mário Cabica (Formação Musical/Clarinete).

Atualmente, os coralistas do Coral Infantil de Setúbal frequentam aulas de Formação Musical para além dos ensaios regulares. A Direção Artística é da responsabilidade do Maestro Nuno Batalha e colaboram também com o Coral os professores Gonçalo Simões (Piano) e Raquel Pereira (Formação Musical/Violino).

COMENTE

Partilhas
Top