Notícias Maia

Empresa maiata mobila palácio presidencial do Turquemenistão

Partilhas

Uma empresa da Maia, especializada em mobiliário de luxo, completou este mês o contrato de fornecimento de todo o equipamento amovível para o palácio de Gurbanguly Berdimuhammedow, presidente do Turquemenistão, e também para o novo edifício de 55 mil metros quadrados de área coberta, que alberga os principais ministérios e serviços estatais desta república da Ásia Central, como as tutelas do petróleo e gás, da agricultura, saúde e cultura.

A Vinci é um cliente exigente. Foi a primeira vez que trabalhámos com eles e foi muito positivo chegar ao final deste processo sem mácula. Apesar de não termos ficado com a parte de projecto, de desenho, de arquitectura, sentimo-nos capazes de o fazer no futuro. E queremos aliar a capacidade produtiva, de montagem e de gestão de projecto a essa parte criativa”, descreveu Carlos Santos, garantindo que já está “a preparar novos projectos” e que há “fortes probabilidades de conseguir coisas novas com eles”.

Para a empresa maiata, que exporta 98% da produção para 47 países – “muitos deles fora da rota habitual de comércio português” –, mais do que a instalação da mercadoria na capital do Turquemenistão, o “mais difícil” acabou por ser a própria negociação prévia com a Vinci, que “é muito exigente contratualmente”. “Tivemos dificuldades com as garantias bancárias que apresentamos. Numa fase inicial, devido ao ‘rating’ da República [portuguesa], não foram aceites. Foi um entrave à negociação mas conseguiu-se ultrapassar”, detalhou Carlos Santos.

Fonte: Jornal de Negócios

 

COMENTE

Partilhas
Top