Fogo em Nogueira destruiu o interior da habitação e deixou casal e filha de sete anos desalojados

Estava a ver um filme na sala, que fica no rés do chão da casa. Pela 01h30, subi para o piso superior, onde a minha mulher e a minha filha estavam a dormir, e já só vi fumo. Entrei em pânico. Comecei a chamar por elas e a pedir socorro aos gritos.”

As palavras são de Wallace Lopes, que, apesar do susto, conseguiu retirar as familiares da residência, que foi ontem destruída por um incêndio, na rua Manuel da Silva, em Nogueira da Maia, Maia. “A minha filha e a minha mulher foram as minhas prioridades, claro. Mas ainda consegui ir a tempo de salvar o gato e o cão”, prosseguiu o homem, de 42 anos, que teve de ser hospitalizado, tal como a companheira, de 38, e a filha, de apenas sete anos, devido a inalação de fumo. “Era mesmo muito fumo, não sabia o que fazer. Queria tirar o carro para não piorar o incêndio, mas o portão não abria, porque já não tínhamos luz.

Os meus vizinhos ouviram os meus gritos e deram o alerta aos bombeiros [de Moreira da Maia], que foram incansáveis”, acrescentou o morador, luso-brasileiro. São desconhecidas as causas do fogo que destruiu o interior da habitação. O casal e a criança vão ficar a morar noutro local até que a casa esteja habitável. “Nós temos seguro. Vamos fazer contas e perceber ao certo o prejuízo. Mas, na verdade, pouco sobrou. Vamos ter de ficar num outro sítio a morar. O que aconteceu foi mau, mas se eu estivesse a dormir, como a minha família, tinha sido uma tragédia.”

A GNR foi ao local.

Fonte: correiodamanha.pt

1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *