Maia recebeu a Convenção Autárquica Nacional do PSD

A direção nacional do Partido Social Democrata escolheu a Maia para receber a Convenção Autárquica Nacional e marcar o arranque da pré-campanha autárquica do PSD.

A Convenção Autárquica Nacional do PSD ocorreu na Maia, no passado sábado, dia 27 de maio.  O evento contou com a presença de Pedro Passos Coelho e de muitos candidatos autárquicos do país.

A Maia contou com três intervenções, de António Silva Tiago, candidato a Presidente da Câmara Municipal, a quem coube o discurso de abertura da convenção, a de Bragança Fernandes, candidato a Presidente da Assembleia Municipal e a de Olga Freire, recandidata a Presidente da Junta de Freguesia da Cidade da Maia. Os sucessivos resultados eleitorais do PSD Maia, levam o partido a olhar cada vez mais para a Maia, como uma Concelhia de grande importância no poder local.

No discurso de abertura, António Silva Tiago, agradeceu a escolha da Maia para receber a Convenção do PSD , afirmando que “a escolha não poderia ter sido mais acertada”, lembrando Bragança Fernandes, como “uma referência regional e nacional, enquanto autarca de eleição”, realçando  as “qualidades essenciais que lhe conferiram três maiorias absolutas e muito, mesmo muito, confortáveis, que lhe permitiram governar os destinos do nosso Município, com a serenidade e com  estabilidade social e política.”

O atual vice presidente da Câmara da Maia, assumiu que no município estão “satisfeitas praticamente todas as necessidades básicas e garantidos os serviços públicos fundamentais, através do desenvolvimento de políticas autárquicas de excelência “, colocando a Maia num patamar cimeiro dos municípios portugueses. Garantiu ainda que o PSD na Maia continuará a ser merecedor da confiança dos maiatos porque se apresentará a estas eleições autárquicas colocando a Maia em Primeiro.

Olga Freire, recandidata a Presidente da Junta de Freguesia da Cidade da Maia, elencou que “os autarcas de freguesia são os mais próximos da população, os que melhor conhecem as necessidades das suas gentes e os que respondem em primeiro lugar às diferentes solicitações” e que portanto “urge dotar as freguesias de maior autonomia, de competências necessárias e diferenciadas, em função das caraterísticas de cada uma, respeitando a sua singularidade e identidade”.  Sobre a transferência de competências dos municípios para as freguesias, Olga Freire questionou ainda se a transferência de competências dos municípios para as freguesias, “deve exigir a aprovação dos respetivos órgãos deliberativos” uma vez que esta deliberação pode “contribuir para tentar impedir a governação da Freguesia, lesando diretamente a população durante um ciclo de quatro anos.”

A presidente da Freguesia da Cidade da Maia, mostrou-se confiante, afirmando certeza “de que o PSD continuará a ser a força política em quem a população confia”, “acreditando num futuro que continuará a ser de inovação e progresso, mantendo a “Maia em Primeiro.”

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *