Notícias Maia

PSD questiona Governo sobre variante à EN14

Partilhas

Os deputados do PSD eleitos por Braga e Porto questionaram o Governo sobre a execução da variante à Estrada Nacional 14 (EN14) entre os concelhos de Vila Nova de Famalicão, Trofa e Maia.

Virgílio Macedo, Emília Santos e Jorge Paulo Oliveira defenderam esta segunda-feira, em comunicado enviado à agência Lusa, a construção de uma via alternativa à Estrada Nacional 14 como “única solução” para o “sobrecarregado” trânsito rodoviário.

O trânsito é um impeditivo à normal circulação de pessoas e mercadorias, dificultando o funcionamento das indústrias servidas por esta artéria central do norte do país, frisaram os sociais-democratas.

A degradação progressiva do pavimento e a diminuição da segurança são outros dos problemas apontados pelos deputados do PSD.

“A forte tradição industrial e exportadora das empresas que compõem o parque empresarial destes concelhos, empresas que lidam diariamente com o estrangulamento rodoviário desta via, reclamam uma solução urgente, sob pena de serem obrigadas, algumas delas, a pensar na deslocalização”, lê-se na nota.

Os parlamentares recordaram que a construção dessa via alternativa foi encarada como um “investimento estratégico” na melhoria das acessibilidades da Área Metropolitana do Porto (AMP) e concelhos a norte.

Virgílio Macedo, Emília Santos e Jorge Paulo Oliveira frisaram que existe mesmo um projeto base, concluído e aprovado desde o final de 2011.

“É certo que o mesmo teria forçosamente de ser retificado por forma a obter-se uma redução do seu custo, atento à situação de graves dificuldades que o país atravessa”, adiantam.

Os deputados do PSD relembraram que o projeto de intervenção nas acessibilidades na EN14 estava incluído no relatório das Infraestruturas de Valor Acrescentado (IEVA) como a terceira prioridade, entre as 86 obras rodoviárias tidas como necessárias.

Recentemente, o Governo tornou público o Plano Estratégico de Transportes e Infraestruturas e não prevê a construção de uma alternativa à EN14, mas apenas uma intervenção. “Esta solução não é a adequada”, consideraram.

Por esse motivo, os eleitos do PSD por Braga e Porto requereram ao Governo informações detalhadas no projeto previsto e inscrito no Plano Estratégico dos Transportes e Infraestruturas Horizonte 2014-2020, designadamente para que se destinam os 20 milhões de euros.

“Destinam-se a intervir na via existente ou numa solução alternativa e quais os encargos inscritos no caderno de encargos?”, questionaram.

A Comissão Política Nacional do PSD tem uma reunião agendada para a próxima quarta-feira com o secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações, Sérgio Monteiro.

Fonte: jn.pt

COMENTE

Partilhas
Top