Notícias Maia

Seis roteiros gratuitos para conhecer a Maia rural e urbana

Partilhas

A Bienal de Arte Contemporânea da Maia organiza seis roteiros gratuitos no território da Maia, a partir de várias perspetivas de arquitetos e especialistas.  Uma forma diferente de conhecer o concelho.

A Bienal de Arte Contemporânea da Maia completa 18 anos e em setembro pretende continuar o seu programa, desta feita, com as Visitas pelo Território, possibilitando percorrer a Maia e a conhecê-la por diferentes perspetivas. As mentoras destes roteiros, Ana Vieira e Matilde Seabra, explicam que, através do olhar de especialistas em paisagem rural e urbana e arquitetos, os roteiros vão dar a conhecer perspetivas da urbe que não captam a nossa atenção durante o dia a dia, sendo “uma leitura em trama que possibilitará uma nova forma de conhecermos a Maia”.

1. Rural, industrial ou urbano (2 de setembro – 15h00)

Nesta visita os participantes poderão usufruir da leitura do território a partir de camadas, por vezes sedimentadas pelos anos, por outras entrecruzadas pelas diferentes realidades como nós de autoestradas, ribeiras, fábricas, casas e muito mais. | Ponto de encontro: Fórum da Maia | 15H00 | Duração: 2 horas | Gratuito por marcação através do e-mail [email protected] | Lotação 25 participantes | Transporte incluído

2. Moinhos, quintas e solares (9 de setembro – 10h30)

A Maia mudou muito nos últimos anos, nesta visita iremos às origens da afirmação e da territorialização enfatizadas pelas quintas e solares barrocos que ainda existem neste território.| Ponto de encontro: Fórum da Maia | 10H30 | Duração: 2 horas | Gratuito por marcação através do e-mail [email protected] | Lotação 25 participantes | Transporte incluído

3. Pré-visita às exposições da Bienal (9 de setembro – 15h00)

Visita com o curador às exposições em fase final de montagem, a umas horas antes da inauguração, aproveitando para conversar com os artistas sobre as suas obras concebidas expressamente para a BACM. | Ponto de encontro: Fórum da Maia | 15H00 | Duração: 2 horas | Gratuito por marcação através do e-mail [email protected] | Lotação 25 participantes | Transporte incluído

4. Cerealis (15 de setembro – 15h00)

Muitos dos seus produtos estão diariamente na mesa de casas portuguesas, mas poucos serão aqueles que já conheceram por dentro os processos de fabrico da Cerealis. A vetusta fábrica abriu portas em 1919 como uma indústria moderna de moagem e produção de farinha de trigo e 98 anos depois continua na vanguarda industrial.

5. Modernidade e Contemporaneidade da Arquitetura (16 de setembro – 10h30)

A Maia mudou muito nos últimos anos, esta visita vai às origens da afirmação e da territorialização enfatizadas pelas quintas e solares barrocos que ainda existem neste território.| Ponto de encontro: Fórum da Maia | 10H30 | Duração: 2 horas | Gratuito por marcação através do e-mail [email protected] | Lotação 25 participantes | Transporte incluído

6. Intervenção nos Silos (23 de setembro – 15h00)

Visita e conversa sobre o projeto de intervenção nos Silos. Com as duplas de arquitetos e artistas Diogo Aguiar + Pedro Tudela e Fahr 021.3 + Dalila Gonçalves, descoba as o que está por detrás destes pensamentos criativos. Um lugar inusitado que celebra uma nova presença na Maia. | Ponto de encontro: Fórum da Maia | Duração: 2 horas | Gratuito por marcação através do e-mail [email protected] | Lotação 25 participantes | Transporte incluído |

Foto: www.bacm.pt

COMENTE

Partilhas
Top