Trabalhadores concentram-se à porta da Efacec por aumentos

Os funcionários reclamam um aumento de 30 euros nos vencimentos mensais de outubro de 2014 a abril de 2015 e, a partir desse mês, um aumento de 50 euros para todos.

“Estamos indignados”, “Respeito pelos trabalhadores”, “Aumento para a administração justifica a nossa indignação” e “A luta continua na empresa ou na rua” eram algumas das palavras de ordem proferidas pelos trabalhadores.

“É preciso que o país e o mundo saibam que esta grande empresa paga mal a quem faz as máquinas que daqui saem”, frisou o representante da comissão de trabalhadores, Fernando Leitão, em declarações à agência Lusa.

Fernando Leitão afirmou que os trabalhadores não beneficiam de atualizações salariais há quatro anos, mas “para os jovens quadros houve aumentos que variam entre os 10% e os 35%”.

O sindicalista salientou que a administração apela à “paz social”, mas, disse, “não é com esse argumento que os problemas dos trabalhadores se resolvem, sustentam os filhos e pagam as contas”.

A paralisação de duas horas, entre as 08:15 e as 10:15 de hoje, tal como a concentração, foram decididas pelos trabalhadores da Efacec Energia (polos da Arroteia e Maia), Efacec Engenharia e Sistemas (polos da Maia e Lisboa) e Efacec Electric Mobility.

João Mário, funcionário da Efacec há 42 anos, adiantou que as paralisações acontecem desde fevereiro, quatro dias por mês, e prolongam-se até maio.

Fonte: noticiasaominuto.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *