Notícias Maia

A alimentação é essencial para uma boa visão

CBaviera_Maia
© DR
Partilhas

Quem de nós não conhece a expressão: “Os olhos também comem”? Já pensou que os seus olhos também precisam de ser alimentados? Na realidade não é bem a mesma coisa. “Os olhos comem” quando os alimentos nos agradam pelo aspeto visual. No entanto, há alimentos que nos trazem benefícios para manter uma boa qualidade visual.

Alimente os seus olhos

Existem alimentos que são essenciais para um bom funcionamento da estrutura ocular, no sentido de prevenir ou reduzir problemas oculares associados a um défice destas substâncias. Desta forma, devemos introduzir alimentos com: Vitamina A, Vitamina B2, Vitamina C, Vitamina E, Carotenoides, Ómega-3 e Ómega-6.

A Vitamina A é essencial para o processo da visão, particularmente para a visão noturna. O primeiro sintoma de deficiência em vitamina A é a cegueira noturna, a secura ocular e a lesão da córnea. A Vitamina A obtém-se em alimentos como a cenoura, o pimento vermelho cru, o abacate, a manga, o damasco, entre outros.

A Vitamina B2, a Vitamina C e a Vitamina E assumem a função de antioxidantes, prevenindo o envelhecimento dos tecidos. A carência da Vitamina B2 pode provocar diminuição de acuidade visual e aumento da sensibilidade à luz. Como exemplo de alimentos ricos em Vitamina B2 temos os vegetais verdes, os ovos, a sardinha ou o fígado.

A Vitamina C e E, por sua vez, previnem a deterioração da visão associada à idade como o aparecimento de cataratas e degenerescência macular. Exemplos de alimentos com vitamina C são os citrinos, os frutos vermelhos, a abóbora, o kiwi, entre outros. A Vitamina E encontra-se nos frutos secos, nas sementes de girassol, óleos vegetais e carnes.

A alimentação é essencial para uma boa visão.

Os Carotenoides são corantes naturais que se encontram nos vegetais (espinafres e couves). A principal função dos carotenoides é prevenir o aparecimento de cataratas e evitar que ocorra a degenerescência macular relacionada com a idade (DMRI), duas grandes patologias que podem levar à cegueira. Adicionalmente, os carotenoides também contribuem para diminuir o desconforto em relação aos brilhos, melhoram o contraste e aumentam o alcance visual.

Por fim, é importante também mencionar o Ómega 3 e Ómega 6, que podemos obter através da ingestão de peixes como o salmão, o atum ou a sardinha. Têm como função prevenir o síndrome do olho seco e proteger a retina contra inflamações e problemas degenerativos (DMRI).

Efetivamente, a conjugação de todas estas substâncias nas devidas quantidades seria o ideal para o bom funcionamento do sistema visual. No entanto, nem sempre o nosso organismo consegue obter as dosagens necessárias na alimentação quotidiana. Assim, na sequência destas necessidades e pela ausência de um equilíbrio de nutrientes, existem suplementos alimentares direcionados para a manutenção de uma visão normal. O objetivo destes suplementos alimentares é retardar a progressão do envelhecimento ocular, atuando na reparação de danos celulares, impedindo a formação de vasos sanguíneos frágeis, protegendo o bom funcionamento das células no interior da retina.

Proteja, previna e promova a sua saúde ocular, “alimente os seus olhos”.

Dra. Sara Castro
Optometrista Grupótico

COMENTE

Publicidade

Publicidade

media & meios

Newsletter

Mais Populares

Top