A STCP – Sociedade de Transportes Coletivos do Porto iniciou a 20 de abril de 2018 o “Início da Operação na Rede STCP dos autocarros 100% elétricos e da nova geração de autocarros movidos a gás natural” colocando, nesta primeira fase, três veículos em circulação (dois elétricos e um a gás natural comprimido).

De recordar que desde o início de 2018 que a STCP está sob gestão dos seis municípios onde a empresa opera (Porto, Vila Nova de Gaia, Matosinhos, Maia, Gondomar e Valongo).

Até ao ano de 2020, serão integradas mais 185 viaturas “verdes” na frota da STCP, que perfazem um total de 188, das quais 15 são movidas a eletricidade e 173 a gás natural.

Em 2018 chegará a totalidade dos 15 autocarros elétricos. Os autocarros a gás natural serão entregues nas seguintes quantidades por ano: 35 em 2018, 60 em 2019 e 78 em 2020. Os novos autocarros 100% elétricos entrarão imediatamente em circulação nas Linhas 201, Aliados-Viso, 302 Circular Aliados-Damião Góis e 303 Circular Praça-Constituição.

Com esta renovação de frota a STCP pretende prestar um serviço mais eficiente, em termos económicos e ambientais, através de uma redução significativa de emissões de carbono, estando ainda a contribuir ativamente para que Portugal atinja as metas propostas em termos de eficiência energética.

Com um investimento no valor de 47,5 M€, a Sociedade de Transportes Coletivos do Porto passa a deter um conjunto de viaturas mais limpas, mais eficientes energeticamente e economicamente. O projeto foi cofinanciado pelo PO SEUR Portugal 2020 – Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

O Presidente da STCP, Paulo de Azevedo, sublinha que “com esta operação, estamos a aprofundar a nossa política de responsabilidade social. A sustentabilidade e a melhoria do serviço a prestar aos nossos utilizadores são as duas principais preocupações da Sociedade de Transportes Coletivos do Porto. “Estes autocarros possuem características diferenciadoras, de modo a responder às necessidades dos seus utilizadores, tais como rampas manuais, bagageiras maiores, bancos rebatíveis, entre outras”.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.