Autarquia anunciou em comunicado que fechou as contas de 2019 com um saldo de gerência de 23,4 milhões de euros e uma redução de dívida de 20% face ao exercício anterior.

Na informação enviada ao NOTÍCIAS MAIA a autsrquia afirma que “a situação financeira da Câmara Municipal da Maia tem vindo a melhorar de ano para ano”, sublinhando uma redução da dívida de 20%, de 2018 para 2019, “prosseguindo a trajetória descendente, pois diminuiu 64% em dez anos”.

Nonna Vespa

Segundo a autarquia, as contas de 2019 fecharam “com um saldo de gerência de 23,4 milhões de euros”, o que corresponde a 25% do orçamento de 93,3 milhões de euros.

Contas aprovadas esta sexta-feira

As contas foram aprovadas esta sexta-feira em reunião do executivo. António Silva Tiago, presidente da Câmara da Maia, aproveitou a ocasião para destacar “a boa saúde financeira do município”, considerando-a “uma referência a nível nacional” que permite “um extenso e profundo pacote de apoios aos munícipes na resposta à COVID-19”.

No exercício de 2019, a execução da receita foi acima do esperado, ficando em 103%, enquanto a despesa não chegou aos valores previstos, ficando-se pelos 78% de execução. Para a gerência seguinte transitam 23,4 milhões de euros.

Dívida de curto prazo é “inferior à faturação mensal”

Segundo a Câmara Municipal da Maia, as contas agora aprovadas demonstram “que a capacidade de financiamento da autarquia volta a subir”. A dívida individual do município baixou 23,5%, para 18,4 milhões de euros, ao mesmo tempo que a dívida total do município (inclui o passivo de médio e longo prazo de natureza não orçamental resultante da operação de cessão de créditos das rendas da habitação social no valor de 9,6 milhões de euros), teve um decréscimo de 20% (6,9 milhões de euros), situando-se agora em 27,9 milhões de euros.

O município garante que neste momento, a “dívida de curto prazo é inferior à faturação mensal”.

Superar a austeridade profunda

As receitas correntes, que totalizaram 66,5 milhões de euros, mostram um crescimento de 2,4 milhões de euros (+3,8 %). Já a receita total, e excluindo o saldo da gerência anterior, ascendeu a 75,4 milhões, o que traduz um acréscimo de 1,1 milhões face a 2018.

De acordo com a Câmara Municipal, o “esforço de consolidação orçamental que tem sido levado a cabo” continua a permitir “uma forte diminuição da dívida”. “Os resultados obtidos pelo município ao longo destes anos, em matéria de endividamento, revelam que o município conseguiu superar com sucesso os desafios inerentes ao contexto macroeconómico de austeridade profunda que caracterizou a última década”, acrescenta o comunicado.

A Câmara da Maia, no período entre 2010 e 2019, afirma ter conseguido uma redução de 64% da sua dívida, passando dos 76,9 milhões para os 27,9 milhões de euros.

Apoiar as famílias e as empresas da Maia

Para António Silva Tiago, o Relatório de Contas “demonstra a boa saúde financeira do município. O cuidado permanente com que mantemos na gestão dos dinheiros públicos permite que a Maia seja hoje uma referência a nível nacional”. O presidente da Câmara Municipal destaca que “é esta gestão cuidada e responsável que nos permite hoje fazer face às exigências de resposta à pandemia, tendo uma intervenção ativa na luta sanitária, mas também apoiando as famílias e as empresas da Maia”.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.