Notícias Maia

Ciência e tecnologia ganham cada vez mais espaço na Maia e no Porto

Fonte: Pixabay
Partilhas

Ciência e tecnologia ganham cada vez mais espaço na Maia e no Porto

O crescimento de Portugal na área de tecnologia está se transformando em uma referência na União Europeia. Além do número de usuários que consomem cada vez mais entretenimento à web, como streamings e games, o mercado no sector também tem crescido. Toda a região do Norte, seja na cidade da Maia ou também no Porto, conseguiu se destacar e chamar a atenção de diferentes startups nacionais e estrangeiras.

Essa iniciativa ganhou força na Maia, após a inauguração do espaço Tecmaia ainda em 1999. A ideia era ter um parque empresarial focado apenas na área de ciência e novas tecnologias para o desenvolvimento no Norte. Os resultados, após várias épocas, começam a render bons frutos para a cidade e o país. Actualmente, o centro conta com diferentes empresas, sendo quase que 60% de serviços à web. São diferentes iniciativas, como fóruns e workshops, que estão a impactar a vida e o quotidiano dos portugueses.

A cidade do Porto não fica de fora desse crescimento em tecnologia. Com quase 10 anos de mercado, a startup Fabamaq ganhou espaço com o desenvolvimento de software para sites de casinos e apostas online. A empresa portuense começou de maneira modesta, como conta a reportagem do jornal Observador, mas que hoje já possui um investimento e um retorno de grande escala e importância.

Esses softwares são usados por sites como da Estoril Sol Casinos, para a criação de uma versão de web da casa de aposta ao sul do país. O portal precisar ter online jogos de póquer, slots, roletas e outros jogos tradicionais de casino. Empresas como a Fabamaq produzem isso e também são responsáveis por toda a segurança que estes softwares precisam ter. Por isso, o mercado de tecnologia do Norte acaba sendo usado até mesmo por empresas em quilómetros de distância.

Investimento estrangeiro

Não só empresas portuguesas buscam espaço e uma morada na região da Maia ou do Porto. A britânica Revolut confirmou, no início do ano, a abertura de um centro para apoio ao cliente na cidade à margem do Douro. A ideia é contratar cerca de 70 funcionários e auxiliar todo o público que a empresa conseguiu em três anos de criação. A fintech é um das que mais tem clientes e espaço no país, com mais de 120 mil contas abertas em Portugal.

A Blip é um outro exemplo de sucesso, e que também está completando 10 anos de existência. Com um grande espaço no Porto, a empresa é uma referência no ramo de desenvolvimento e tecnologia de software. O centro já foi premiado pela revista Visão e pelo jornal Expresso como um dos melhores locais de trabalho que Portugal têm. Ou seja, benefícios para funcionários e clientes.

As próximas épocas devem ser de mais investimentos no ramo de tecnologia e desenvolvimento de softwares, já que é um mercado que não para de crescer. A força económica de Portugal não pode ficar apenas dependente do turismo, por isso é preciso valorizar iniciativas como o Parque de Ciência e Tecnologia da Maia. A região Norte e o país vão agradecer no futuro, assim como já o fazem hoje.

COMENTE
MaiaSymphonic

Publicidade

Publicidade

media & meios

Newsletter

Mais Populares

Top