Notícias Maia

Colisão com aves levou avião a aterrar de emergência no Sá Carneiro

© DR
Partilhas

O Boeing da United, com destino a Nova Iorque, regressou ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro, na Maia, depois de pelo menos uma ave ter colidido com um dos motores.

O voo UA145, operado por um Boeing 757-224 de registo N14120, da United Airlines, foi forçado a realizar uma aterragem de emergência no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, na Maia.

Este procedimento preventivo deu-se após a tripulação reportar um “Bird Strike”, ou seja, uma colisão com pelo menos uma ave, da qual resultou uma falha num dos dois motores do aparelho.

O aparelho descolou pelas 12.38h, tendo começado a manobra de regresso quando já se encontrava a sobrevoar Vila do Conde. Posteriormente dirigiu-se para sul, tendo aguardado já sobre Espinho autorização para aterrar. A aterragem deu-se pelas 13.08h.

Fonte do gabinete de imprensa da ANA – Aeroportos de Portugal avançou à Lusa que o avião aterrou em segurança e que os “passageiros estão todos bem”.

A Autoridade da Proteção Civil do Porto confirmou igualmente à Lusa, que foi ativado às 12.44h o “alerta de nível número 1” – que obriga 11 corporações da zona do aeroporto a colocarem em prevenção no quartel um veículo cada -, devido a um “problema numa aeronave”. “Os bombeiros ficaram de prevenção, mas não chegaram a sair para o terreno. A ocorrência foi fechada às 13.19h.

COMENTE

Publicidade

Publicidade

media & meios

Newsletter

Mais Populares

Top