Esta linha telefónica destina-se a avaliar pessoas com sintomas de covid-19 para facilitar o rastreio.

A Administração Regional de Saúde do Norte (ARS Norte) lançou uma linha telefónica para rastrear utentes com sintomas compatíveis com a Covid-19. Pessoas com sintomas de febre, tosse ou falta de ar, devem contactar o número 222 411 190 onde serão atendidos por um grupo de profissionais de saúde.

Cozinca

O objetivo é facilitar o rastreio e criar “um canal complementar” da Linha SNS 24, para atender pessoas possivelmente infetadas com o novo coronavírus.

“Covid-19: Se tem sintomas de febre ou tosse ou falta de ar contacte o número 222 411 190. Esta avaliação será feita por fases” – foi esta a mensagem que vários utentes receberam da ARS Norte. A linha telefónica é destinada apenas a pessoas que se encontrem no norte do país. Depois da avaliação, os profissionais de saúde farão o encaminhamento para os respetivos centros de rastreio, se for caso para isso.

Atualização (1 de Abril de 2020)

Esta linha já não está atribuída visto que funcionou “em modelo piloto até ser possível aos médicos de família poderem fazer a referência para os testes em apreço”.

Isolamento profilático para quem regressa do estrangeiro

No âmbito da emergência de saúde pública, a ARS Norte determinou isolamento profilático para todos os cidadãos que regressem do estrangeiro, independentemente do país de origem e da nacionalidade.

No despacho assinado pela delegada de saúde regional adjunta do Norte, Graça Alves, pode ler-se: “Determino com efeitos imediatos, que todos os cidadãos chegados à região de saúde do Norte por fronteira terrestre, aérea ou marítima, provenientes do estrangeiro, independentemente da nacionalidade e do país de origem, permaneçam em isolamento profilático (de quarentena) pelo período de 14 dias a partir da data de entrada em Portugal”.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.