Há pelo menos 95 infetados com o novo coronavírus, que resulta na doença COVID-19, na Maia. Propagação no concelho está a seguir o ritmo nacional.

Há 95 casos de COVID-19 confirmados na Maia e uma vítima mortal, sabe o NOTÍCIAS MAIA. A última contagem oficial a que tivemos acesso remonta ao dia 18 de março, altura em que estavam confirmados apenas 25 casos. Foi hoje revelado ao NOTÍCIAS MAIA que a última atualização conta com 95 casos no município.

Considerando a taxa de propagação da totalidade de casos no país, a Maia apresenta um ritmo idêntico.

Não é demais lembrar. Fique em casa. Cumpra os conselhos de prevenção. Proteja-se.

Há uma vítima mortal de COVID-19 na Maia

Um homem com cerca de 90 anos faleceu na madrugada deste segunda-feira, vítima de COVID-19. A vítima era utente da instituição “O Amanhã da Criança”, em Pedrouços e sofria de diabetes e de insuficiências cardíaca grave. Estava internado no hospital desde a tarde de domingo.

Há outra pessoa que faleceu e tinha testado positivo ao COVID-19, mas a causa da morte não foi avançada como sendo devido a esta doença.

4 funcionárias infetadas

A instituição tem quatro funcionárias infetadas e os cerca de 60 utentes da instituição, idosos, estão em isolamento. A origem do contágio é ainda desconhecida.

Câmara Municipal indica que situação no concelho está a evoluir “em linha” com o país

A Câmara Municipal da Maia indicou na sua página na rede social Facebook que “a situação da pandemia na Maia está a evoluir em linha com o registado a nível nacional”.

A autarquia sublinhou ainda que está atenta em “particular” à “situação de S. Pedro Fins”, revelando que a Polícia Municipal e Proteção Civil “têm estado no terreno, a reforçar a necessidade das pessoas desta freguesia evitarem o contacto social”, tal como o NOTÍCIAS MAIA tinha avançado.

“A Polícia Municipal está a fazer o acompanhamento e sensibilização dos utentes do centro de dia de S. Pedro Fins e do grupo Junt’Amigo, duas instituições frequentadas essencialmente por seniores da Freguesia”, afirma a comandante daquela entidade, citada na informação divulgada pelo município.

Portugal regista mais de 2000 infetados, 23 mortos e 14 recuperados de COVID-19. Foram detidas oito pessoas por desobediência.

O número de infetados aumentou em 406 casos. São agora 2060 casos conformados e há 47 pessoas internadas nos cuidados intensivos, segundo dados da DGS.

Apesar dos mais de 2000 infetados e da propagação do coronavírus continuar a aumentar, foram muitos os portugueses que aproveitaram este domingo para irem passear para parques urbanos e zonas balneares. Já foram detidas oito pessoas por desobediência.

Em Ovar, uma mulher de 40 anos, tentou fintar a cerca sanitária e foi detida. Encontra-se com termo de identidade e residência.

No Norte do país foram infetadas 1007 casos e faleceram nove pessoas. Há ainda 87 médicos 37 enfermeiros e 46 assistentes operacionais e técnicos com COVID-19.

Tosse é o principal sintoma

De acordo com dados da DGS, 44% dos casos apresentam tosse, 36% febre, 24% dores musculares, 20% dores de cabeça, 16% fraqueza generalizada e apenas 14% demonstram dificuldade respiratória.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.