A carta de despedimento chegou a 26 de Agosto e deixou 60 funcionárias desempregadas e surpreendidas com o encerramento da fábrica sediada na Maia.

Nonna Vespa

A fábrica Remate & Silhueta encerrou o seu funcionamento deixando 60 funcionárias no desemprego. Na passada segunda-feira, dia 2 de Setembro, as funcionárias compareceram ao trabalho e encontraram a fábrica fechada e sem ninguém para lhes prestar esclarecimentos.

A fábrica, que produzia camisolas e t-shirts para marcas internacionais, justificou o encerramento alegando que, a partir de 1 de Setembro, o único cliente da empresa de têxteis vai deixar de fazer encomendas.

Esta justificação é, para as funcionárias, incompreensível, visto que, à data do encerramento haveria ainda muito trabalho a fazer na fábrica.

Perante esta situação de despedimento sem aviso prévio, as funcionárias reclamam o salário do mês de Agosto e a entrada nas instalações para retirar alguns objectos. Até à data, segundo as funcionárias, a empresa continua sem prestar qualquer tipo de declarações.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.