Notícias Maia

FC Maia Lidador com duas das referências do campeonato na AF Porto

Partilhas

O capitão Cafú, que passou pelo Boavista e Igor, um filho da casa que passou pelo Braga, Vitória de Setúbal, Tenerife e dois clubes Gregos, são duas das figuras maiores do campeonato.

A Divisão Elite da Associação de Futebol do Porto (AF Porto), é cada vez mais apetecível para algumas antigas estrelas terminarem as carreiras. Cafú e Igor são um bom exemplo disso.

Cafú, o capitão

Aos 40 anos o avançado Cafú continua a espalhar o seu futebol nos relvados ao serviço do FC Maia Lidador, cumprindo a segunda época e liderando os maiatos como capitão da equipa. No futebol português passou por clubes como o Belenenses e o Boavista, até que em 2005, abraçou o futebol alemão, com presença no SF Siegen e SC Freiburg.

Em 2007 era contratado pelo Omonia, equipa do Chipre, país onde passaria 6 anos divididos por 4 clubes. Depois de duas épocas no Omonia, a aventura cipriota levou o Cabo-verdiano a assinar pelo Anorthosis, que disputava a qualificação para a Liga Europa, onde esteve duas épocas. Tempo ainda para assinar pelo AEL Limassol e pelo Alki Larnaca, antes de voltar a Portugal. De regresso ao futebol português, pela mão do Ac. Viseu, em 2007 foi alternando por várias equipas, onde jogou em quase todas as partidas, até assinar pelo FC Maia Lidador em 2017.

“Paixão e gosto pelo futebol”

O jogador esteve em destaque no JN, afirmando ser a “paixão e gosto pelo futebol” que o “fazem cá andar”. Facto é que na época passada o avançado realizou 15 golos e este ano, na primeira vitória da equipa voltou a estar envolvido na decisão, fazendo um passe dentro da área que resultou num erro forçado do adversário, provocando um pontapé de grande penalidade.

Igor e o regresso a casa

Tal como Cafú, outro bom exemplo é Igor, um produto das escolas do Maia. O Luso-brasileiro saiu da equipa em 2003 para rumar ao Braga, onde esteve uma época, passando depois por clubes como o Vitória de Setúbal e Estrela da Amadora. Em 2005 agarrava uma oportunidade em Espanha, no Pontevedra, tendo-se mantido pelos “nuestros hermanos” até 2013, tendo assinado pelo Girona, Levante, Tenerife e Salamanca. Pelo meio, esteve no Brasil, em 2008, no Ipatinga. Em 2013 o futebolita rumaria até à Grécia, para jogar no Panthraikikos durante três temporadas, até assinar pelo Boxa Dramas. Na época seguinte, voltava a Espanha, ao CD Boiro. Em 2018 assina pelo Futebol Clube Maia Lidador, num regresso a casa.

No jogo que marcou a estreia do regresso, converteu o penálti ao cair do pano e deu três pontos à equipa do Lidador.

COMENTE

Publicidade

media & meios

Newsletter

Top
Fórum da Maia - 30 de novembro - 21.30h

Salvador Martinha

Salvador Martinha vai finalmente apresentar o seu novo espetáculo de Stand-Up, Cabeça Ausente, no Fórum da Maia. Compre já o seu bilhete.
close-link