Notícias Maia

Maia [email protected]: A iniciativa que quer qualificar os Maiatos

ESQ. para DIR. Rui Valente, diretor do CICCOPN, Emília Santos, Vereadora na CMM. © DR
Partilhas

A Maia [email protected] tem como objetivo melhorar os níveis de educação e formação dos adultos e vai funcionar em rede com diversas instituições que convergem neste princípio.

Integrado no programa Estratégia Europa 2020, o Maia [email protected] quer valorizar a aprendizagem ao longo da vida, a mobilização dos adultos à formação e a estruturação de práticas de orientação ao longo da vida. Num município que detém no seu território o maior Parque Empresarial concelhio do país, urge qualificar os adultos adaptando-os à exigente necessidade do tecido empresarial existente. É a partir desta premissa que a Câmara Municipal da Maia se liga em “rede” a 13 instituições ligadas ao ensino e ao emprego.

Para selar este programa realizou-se esta terça-feira, no salão Nobre da Câmara Municipal da Maia, uma cerimónia de apresentação e assinatura da carta de compromisso entre todas as entidades envolvidas neste projeto.

Além das naturais presenças de António da Silva Tiago, Presidente da CMM e Emília Santos, vereadora da educação e ciência, o evento contou ainda com a intervenção de João Costa, secretário de estado da educação.

Emília Santos foi primeira no discurso e garantiu a importância de iniciativas como esta no sentido em que “capacitar adultos é impulsionar a qualidade do país”. A vereadora admitiu a instabilidade das profissões nos dias que correm mas afirmou que “tem de ser o ensino a adaptar-se à realidade e não o contrário”. Emília Santos sublinhou a urgência em qualificar adultos e centrou a questão em dois pontos a pensar aquando da implementação: quais as capacidades que se devem desenvolver e como qualificar pessoas com baixo nível de escolaridade.

Antes de dar lugar à leitura e assinatura da Carta de Compromisso, a vereadora salientou a importância de capacidades como a inteligência emocional e afirmou que “os jovens não estão a ser bem preparados para o futuro”.

Assinado o compromisso pelo Núcleo Executivo e pelo Núcleo Consultivo do Maia [email protected], o presidente António da Silva Tiago fez uso da palavra e começou por afirmar que a Câmara Municipal se vê como uma “entidade facilitadora” deste tipo de projetos. Para o presidente, a Maia deve continuar a ser uma “comunidade solidária e inclusiva” e, para isso, “apoiar e qualificar tem de ser um objetivo”.

Secretário de Estado da Educação, João Costa

Para terminar a cerimónia, João Costa, secretário de estado da educação, congratulou a Maia pela iniciativa mas realçou a importância de criar metas e medidas em concreto para que esta rede funcione. João Costa afirmou, ainda, que “trazer qualificação ara dentro de uma empresa é trazer valor” e que a qualificação traz competitividade e desenvolvimento humano. Ao contrário de Emília Santos, o secretário de estado não acredita que o mundo seja mais incerto agora do que há 100 anos atrás, a diferença prende-se no sentido de agora existir mais “consciência dessa incerteza, logo, sente-se mais responsabilidade”.

A Maia [email protected] nasce da assinatura desta carta de compromisso entre as diferentes entidades envolvidas e espera agora conhecer o seu futuro com objetivos concretos, medidas diferenciadoras e metas definidas.

COMENTE
MaiaSymphonic

Publicidade

Publicidade

media & meios

Newsletter

Mais Populares

Top