No dia 30 de março vai celebrar-se a “Hora do Planeta” e as luzes vão estar desligadas durante 60 minutos, num gesto contra as alterações climáticas e a perda de biodiversidade.

A “Hora do Planeta” este ano celebra-se no sábado 30 de março, entre as 20:30 e 21:30 horas, acompanhando a iniciativa global da organização internacional de proteção da natureza World Wildlife Fund (WWF).

Cozinca

Este movimento desenvolve-se à escala mundial e implica desligar todas as luzes, interiores e exteriores, de alguns edifícios e monumentos emblemáticos do município durante uma hora.

A iniciativa começou em 2007, em Sidney, Austrália, quando mais de 2 milhões de pessoas e mais de 2000 empresas apagaram as luzes durante uma hora, em forma de protesto contra as mudanças climáticas. Um ano depois surgiria a Hora do Planeta, um movimento de sustentabilidade global, que já tem mais de 50 milhões de seguidores em todo o mundo.

Em Portugal foram mais de uma centena de Municípios que aderiram a este movimento em 2017, estando este ano prevista a adesão de vários monumentos históricos como o Cristo Rei, o Castelo de São Jorge, a Torre de Belém ou o Mosteiro dos Jerónimos, na região de Lisboa, o Museu do Mar, em Cascais, os castelos de Guimarães, de Pombal, de Silves e de Figueira de Castelo Rodrigo, o Santuário do Sameiro e do Bom Jesus (Braga), a Casa Amarela (Viseu), a Ponte D. Maria, Convento S. Francisco (Santarém) ou a Ponte D. Luiz (Porto).

Também na Maia se vai dar uma hora ao planeta, estando previsto o ato simbólico de desligar a iluminação de vários edifícios públicos do Concelho, nomeadamente o Edifício dos Paços do Concelho, a Torre do Lidador, o Monumento ao Triunfo das Gentes da Maia, vulgo Portas da Maia, a Junta de Freguesia de Nogueira e Silva Escura e a Junta da Freguesia de Pedrouços.

Este ano, acompanhando a evolução da campanha “Hora do Planeta” e do conceito ‘ir mais além da Hora’,  a Câmara Municipal da Maia vai implementar uma medida de Eficiência Energética, “alterando os seus equipamentos de controlo de IP, de modo a que a mesma ligue 15 minutos após o ocaso e desligue 15 minutos antes do amanhecer, conseguindo-se assim uma poupança energética considerável”.

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.