“O número de pessoas gravemente famintas pode dobrar devido à pandemia da Covid-19, atingindo mais de 250 milhões de pessoas até ao final de 2020”, alerta o Programa Alimentar Mundial da ONU.

O diretor do Programa Alimentar Mundial (PAM) da ONU alertou para o problema humanitário que a Covid-19 irá causar. O novo coronavírus pode provocar uma situação de fome de “proporções bíblicas” em apenas alguns meses, que pode vir a afetar “cerca de três dezenas de país”.

Ordem dos Advogados Maia

O PAM já tinha alertado que 2020 poderia vir a ser um ano difícil para os muitos países afetados pela fome e a pobreza, mas, com a Pandemia de Covid-19, a situação pode vir a ser bem pior do que se tinha previsto inicialmente. África é o continente que inspira mais preocupação tendo em conta que é o território onde há mais pessoas a viver em situação de pobreza extrema.

A pandemia poderá provocar, em razão das repercussões económicas que se avizinham, o dobro do número de pessoas ameaçadas pela fome no mundo. “Uma catástrofe humanitária”, alertou o Programa.

Em 2019, cerca de 135 milhões de pessoas no mundo estavam no limiar da fome. “O número de pessoas gravemente famintas pode dobrar devido à pandemia da Covid-19, atingindo mais de 250 milhões de pessoas até ao final de 2020″, alertou esta agência da ONU.

OMS afirma que 13 milhões de pessoas não foram vacinadas devido à pandemia

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.