A Efacec está a passar por dificuldades financeiras que se agravaram com a pandemia de Covid-19 e com saída da acionista Isabel dos Santos.

O PCP reuniu na passada sexta-feira com o Sindicato das Indústrias Transformadoras Norte para debater a atual situação da empresa portuguesa. A Efacec está a passar por dificuldades financeiras que se agravaram com a pandemia de Covid-19 e com saída da maior acionista Isabel dos Santos.

Cozinca

Segundo informação prestada ao Porto Canal por membro do SITE Norte, a organização sindicalista opõe-se à venda da empresa por considerar que será prejudicial para a Efacec e para os funcionários.

Desta reunião, o PCP entende que a melhor solução para a empresa será a nacionalização. Ao mesmo órgão de comunicação, Diana Ferreira, deputada do PCP, explicou que há “necessidade de um controlo público” e que o Estado deve assumir “essa responsabilidade“. Neste sentido, o partido político irá entregar, nos próximos dias, uma iniciativa legislativa na Assembleia da República.

A deputada entende que a Efacec deve ser “uma empresa integrada no setor empresarial do Estado” e que o Estado deverá “colocá-la ao serviço do desenvolvimento da região e do desenvolvimento e necessidades do país”.

Para este partido político, esta nacionalização deverá ser feita de forma a “garantir a totalidade dos postos de trabalho e os direitos dos trabalhadores“. A empresa sediada na Maia emprega mais de 2500 trabalhadores. 

Isabel dos Santos: MP abre inquérito por suspeita de fraude na compra da Efacec

COMENTE

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem o NOTÍCIAS MAIA, jornal digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O NOTÍCIAS MAIA é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler o NOTÍCIAS MAIA, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar o NOTÍCIAS MAIA - e só demora um minuto. Obrigado.